Dicas para escolher uma bateria portátil para os seus eletrônicos

As baterias dos dispositivos eletrônicos não evoluíram tanto como as telas e os hardwares de smartphones e tablets de hoje em dia. Isso tem um motivo simples: como os aparelhos se transformaram em verdadeiros computadores miniaturizados, a energia exigida para o funcionamento é cada vez maior.

Mesmo os aparelhos mais avançados da atualidade não são capazes de aguentar o uso contínuo sem que para isso a energia acabe sendo drenada rapidamente. Na verdade, quanto mais potente o dispositivo, mais ele tende a sugar as forças da bateria.

21130751858462.jpg?w=1040

Quem poderá nos salvar?

Uma forma de potencializar o tempo de uso do seu smartphone, tablet ou câmera fotográfica longe da tomada é através de uma bateria portátil, que pode ser conectada ao dispositivo para aumentar sua duração.

Mas qual opção escolher entre tantos modelos, tamanhos e preços diferentes? Basicamente você precisa ficar atento a três detalhes: a capacidade da carga, a potência da bateria e a vida útil do dispositivo para optar pela melhor solução para o acessório. Confira estas e outras dicas a seguir.

21130832496463.jpg?w=1040

Duração

A amperagem é o primeiro quesito a que você deve ficar atento. Ela é indicada pela abreviatura mAh (miliampere-hora), uma subunidade de medida (advinda do ampere-hora, ou simplesmente Ah) usada para identificar a transferência de carga elétrica por meio de uma corrente estável de um ampere ao longo de uma hora.

Parece complicado, mas não é. Explicando de uma forma simples, a sua proposta é estabelecer e informar o tempo de duração da bateria. Assim, em teoria, quanto maior o miliampere-hora indicado na bateria, mais longo é o período que o seu smartphone ou tablet pode ficar desconectado da tomada.

É preciso deixar bem claro que essa métrica não mede diretamente a energia de uma bateria (o que é feito pelas unidades joule ou watt-hora).

21130844228464.jpg?w=1040

Potência

É preciso também prestar atenção na potência de saída da bateria, que deve ser igual ou superior à potência de carregamento do aparelho. Esse valor é especificado em Watts(W) e pode ser calculado através da multiplicação dos valores em Volts (V) e Ampères (A).

Caso a corrente elétrica que sai da bateria portátil seja menor do que a necessária para carregar o dispositivo, ele não será carregado. Além disso, quanto maior for o valor, mais rápido será feito o carregamento.

Se os valores de Volts e Ampères não estiverem visíveis no dispositivo, você poderá encontrá-los no manual do aparelho, no site do fabricante ou até mesmo em uma assistência técnica.

21130855085466.jpg?w=1040

Vida útil

O ciclo da carga é outro fator que precisa ser avaliado pelos usuários. A cada recarga, a energia da bateria externa será perdida, limitando cada vez mais o seu tempo de uso. Dessa forma, ela só poderá ser usada por uma determinada quantidade de vezes antes de se esgotar.

Você pode conferir o número máximo de recargas na própria descrição ou manual do dispositivo. Além disso, esse ciclo pode ser calculado através da comparação entre os valores mAh da capacidade de carga útil da bateria e a indicação de mAh nas especificações da bateria do aparelho.

21130908314467.jpg?w=1040

Conectividade, tempo, dimensões e peso

Outra questão importante a ser analisada é a conectividade da bateria externa. Quais tipos de entradas são oferecidas (USB, micro USB, entre outras)? Existem opções disponíveis para conectar dispositivos diferentes ou mais de um aparelho? Fique atento também se o aparelho é capaz de carregar smartphones, tablets, câmeras ou até mesmo notebooks.

Um fator bem importante que também pode evitar problemas futuros é a duração do tempo de recarga. Existem modelos diversos com períodos distintos de carregamento, que variam entre três e oito horas, o que representa uma diferença e tanto.

21130922011468.jpg?w=1040

Fique atento

Não se esqueça de analisar o tamanho e as dimensões do dispositivo. Mais uma vez, essa questão envolve muitas opções disponíveis, desde dispositivos grandes e robustos até aparelhos menores e mais finos.

Finalmente, você deve ficar atento à confiabilidade da marca do aparelho e, claro, ao preço que está sendo cobrado. Se você observar atentamente todas essas opções, acreditamos que não haverá erro na era de escolher uma bateria externa.

Fonte: http://www.tecmundo.com.br/bateria/66256-dicas-escolher-bateria-portatil-para-eletronicos.htm

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s