Do Windows 1 ao Windows 10: os 29 anos de evolução do SO da Microsoft

É inegável a popularidade que o sistema operacional da Microsoft, o odiado e amado Windows, possui no segmento em que atua. A pesquisa de mercado mais recente publicada no TecMundo aponta que o SO está presente em mais de 90% dos computadores do mundo todo. Gostando ou não, esse é um resultado bastante expressivo e que mostra que a companhia domina a categoria com muita folga.

Mas, como muitos devem saber, nem sempre foi assim. O Windows não nasceu da forma como o conhecemos e nem com todos os recursos com os quais estamos familiarizados. Houve um processo gradual de evolução em que a Microsoft aprendeu quais eram as necessidades das pessoas e aperfeiçoou funcionalidades para equipar o seu programa.

08075646980000.jpg?w=1040

29 anos de história

O primeiro sistema operacional lançado pela companhia chegou ao mercado no ano de 1985. Desde então, muitas versões do seu software para equipar estações de trabalho foram entregues aos consumidores, incluindo o recém-anunciado Windows 10.

Neste artigo, vamos fazer uma pequena viagem no tempo e visitar cada uma das versões do sistema operacional da Microsoft para descobrir quais foram as novidades que elas entregaram. Abordaremos os seguintes SOs: Windows 1, Windows 2, Windows 3, Windows 3.1, Windows 95, Windows 98, Windows ME,Windows XP, Windows Vista, Windows 7, Windows 8, Windows 8.1 e Windows 10.

08075702222001.jpg?w=1040

É importante ressaltar que vamos levar em conta apenas os sistemas operacionais para desktop e que são voltados para os consumidores domésticos. Portanto, nada de Windows Server ou Windows Phone neste texto, apesar de ambos possuírem uma bela história que também poderia render um artigo.

Também temos ciência de que as primeiras versões do Windows não passavam de uma interface gráfica para o verdadeiro SO que estava escondido: o MS-DOS. Porém, a abordagem manterá o foco naqueles produtos da Microsoft que foram batizados de “Windows” e nas suas principais inovações.

08080057596003.jpg?w=1040

Windows 1

Aqui começa a história da Microsoft com seus sistemas operacionais Windows. A primeira versão do SO foi lançada em novembro de 1985 e foi a tentativa inicial da companhia em entregar uma interface gráfica em 16 bits.

O Windows 1 foi construído sobre o MS-DOS e seu funcionamento se apoiava bastante nas entradas inseridas nas linhas de comando do sistema. Apesar disso, a Microsoft já havia colocado suporte ao mouse, incluindo, também, um jogo para “ensinar” as pessoas a utilizarem esse novo periférico.

08080109561004.jpg?w=1040

Windows 2

Dois anos depois da estreia no mercado de sistemas operacionais, a Microsoft resolveu fazer o lançamento do Windows 2 em dezembro de 1987. A grande inovação desse software era a possibilidade de as janelas sobreporem umas às outras, funcionalidade que parece piada nos dias de hoje.

Também foi incluída a possibilidade de minimizar e máximar as janelas, e o conhecido Painel de Controle, que reunia as principais ferramentas do sistema, também fez a sua estreia no Windows 2. Outras duas ferramentas que apareceram debutaram nesta versão e permanecem até hoje são o Word e oExcel, pertencentes ao Pacote Office.

08080132650005.jpg?w=1040

Windows 3

Lançado em 1990, este foi o primeiro SO da Microsoft a exigir um disco rígido para ser instalado. Este também foi aquele que despertou a atenção do mercado para o nome “Windows”, colocando-o de vez na disputa pela popularidade.

A grande inovação do Windows 3 diz respeito aos programas do MS-DOS que agora podiam ser executados em uma janela normal, dando bastante flexibilidade aos que não se adaptavam logo de cara com a interface gráfica do software. O suporte a 256 cores e o jogo “Paciência” (Solitaire, em inglês) foram outras novidades importantes dessa versão do SO.

08080146003006.jpg?w=1040

Windows 3.1

Apesar de os Windows 1 e 2 também possuírem versões derivadas com um “ponto”, foi o Windows 3.1 que precisou ser separado do 3 por causa de suas atualizações significativas. A principal delas foi a introdução da fonte TrueType, transformando o SO, pela primeira vez, em uma plataforma de publicação.

O Windows 3.1 exigia 1 MB de memória RAM para ser executado e, depois de instalado, ocupava apenas 15 MB do disco rígido. O jogo “Campo Minado” fez a sua estreia nesta versão do sistema operacional da Microsoft.

08080159731007.jpg?w=1040

Windows 95

Como o nome sugere, esse SO da Microsoft foi lançado no ano de 1995 e trouxe, pela primeira vez, o Menu Iniciar e a Barra de ferramentas tão familiares para todos nós. O Windows 95 também inaugurou o conceito de “plug and play”, facilitando bastante a vida de quem precisasse utilizar um periférico diferente.

Foi nesta versão que o Internet Explorer fez a sua estreia, mas chegou apenas em uma pacote adicional lançado posteriormente. A arquitetura de 32 bits também começou a aparecer nesse SO e o MS-DOS ainda era necessário para executar uma série de funções do sistema e acessar muitos de seus recursos.

08080218030008.jpg?w=1040

Windows 98

Lançado em 1998, o Windows 98 foi construído sobre a versão anterior e trouxe uma série de novidades. Entre elas estão o IE 4, o Outlook Express, o Windows Address Book, o Microsoft Chat e o NetShow Play, que posteriormente seria substituído pelo Windows Media Player. Com exceção do IE, do Outlook e do WMP, todas as outras ferramentas já foram aposentadas ou substituídas.

O Windows 98 introduziu o recurso de avançar e voltar na navegação, além da barra de endereço no Windows Explorer. O suporte ao padrão USB também foi bastante aprimorado, dando início a uma adoção generalizada desse formato.

08080231244009.jpg?w=1040

Windows ME

O Windows Millennium Edition foi a última versão do SO baseada no MS-DOS e considerada por muitos como a pior de todas. Ela foi lançada em 2000 e teve uma variante que foi especialmente desenvolvida para equipar servidores, o Windows 2000.

O IE 5.5, o Windows Media Player 7 e o Windows Movie Maker fizeram a sua estreia no Millennium Edition. O recurso de autocompletar também fez a sua primeira aparição neste sistema operacional, mas isso não foi suficiente para salvá-lo das críticas por causa dos bugs e problemas de instalação que apresentava.

08080244020010.jpg?w=1040

Windows XP

Alguns argumentam que esta seja a melhor versão do sistema operacional da Microsoft. Ela foi lançada em outubro de 2001 e foi a que mais durou no mercado, recebendo suporte até o mês de abril de 2014 – 13 anos após a sua estreia no segmento.

O SO ainda se mostra relativamente popular, estando presente em mais de 20% dos computadores de todos os adeptos do SO. As principais novidades foram a repaginada no visual e a estabilidade do sistema, que agradou e conquistou milhões de usuários ao redor do mundo.

08080300338011.jpg?w=1040

Windows Vista

Ao contrário do seu antecessor, o Windows Vista recebeu duras críticas dos consumidores que tiveram a infelicidade de utilizá-lo. O sistema apresentava uma série de problemas e funcionalidades mal implementadas, sendo que uma das principais reclamações era referente ao UAC, ou User Account Controle (Controle de Contas do Usuário).

Apesar disso, o Windows Vista trouxe um visual moderno que apostou na transparência e recursos visuais bem chamativos, como gadgets na Área de trabalho. No entanto, esses também foram recursos que desfavoreceram o SO por exigirem muito do hardware da máquina, limitando a sua atuação para computadores mais potentes.

08080315517012.jpg?w=1040

Windows 7

Vencendo com facilidade a liderança de sistemas operacionais mais utilizados do mercado, o Windows 7 disputa o topo do ranking na preferência de usuários com o XP. Lançado em 2009, esse SO trouxe mudanças visuais pequenas em relação ao seu antecessor, mas é mais rápido, estável e fácil de utilizar.

Mais da metade da população mundial que tem acesso a um computador utiliza o Windows 7 como sistema operacional principal em sua máquina. Isso mostra como a Microsoft acertou em cheio com esta versão de seu software.

08080329650013.jpg?w=1040

Windows 8

Lançado em 2012, o Windows 8 foi a tentativa mais radical da Microsoft de alterar o visual do seu sistema operacional. A mudança foi motivada por causa da chegada dos dispositivos que respondem ao toque, eliminando, por causa disso, o Menu Iniciar e dando lugar a uma tela totalmente nova que se baseia no uso de “tiles” (pequenos quadrados que representam um programa).

A mudança na aparência não agradou a todos, o que culminou no “fracasso” do sistema operacional. Apesar disso, o Windows 8 é ligeiramente mais rápido que seu antecessor e trouxe muitas novidades, como o suporte ao USB 3.0 e a Loja do Windows. Uma versão para dispositivos móveis e com suporte para processadores ARM, batizada de Windows RT, também foi lançada, mas não fez o sucesso que a companhia esperava.

08080343503014.jpg?w=1040

Windows 8.1

Trazendo mudanças sutis em relação ao seu antecessor, o Windows 8.1 veio em resposta às reclamações das pessoas por causa das alterações visuais que o SO sofreu. Por causa disso, a Microsoft decidiu retroceder e trazer de voltar o botão do Menu Iniciar.

Além disso, as pessoas podiam escolher iniciar o computador diretamente a partir da Área de trabalho, o que não era possível com o Windows 8. Não houve mudanças significativas em relação à estabilidade e à velocidade do sistema.

08080401849015.jpg?w=1040

Windows 10

Anunciado no dia 30 de setembro de 2014, o Windows 10 acabou de ter uma versão de testes liberada para o público. Ainda é muito cedo para dizer se essa variante do sistema fará sucesso, mas a Microsoft tem demostrado que está ouvindo o feedback dos consumidores. Confira nosso artigo especial que conta as principais novidades que a última versão do sistema operacional da empresa trará para nós.

08080416888016.jpg?w=1040

Um bom, um ruim, um bom, um ruim…

Quem está antenado na tecnologia conhece a “teoria” relacionada aos sistemas operacionais da Microsoft. Analisando a retrospectiva de lançamentos da companhia, alguns argumentam que as versões do SO sempre alternam em qualidade, sendo que uma variante que foi bem recebida pela comunidade é seguida de uma que é considerada “fraca”.

Essa teoria começa com o Windows 3.1, sendo que ele é considerado um “bom” Windows juntamente com o 98, o XP e o 7. O fato de a versão 8.1 não ter trazido muitas mudanças em relação ao Windows 8 implica em dizer que ela não entrou no esquema. Portanto, a esperança é de que a próxima atualização, o Windows 10, pertença ao lado “bom” da brincadeira. Será que essa teoria vai acertar novamente?

08080428728017.jpg?w=1040

Fonte: http://www.tecmundo.com.br/windows-10/64136-windows-1-windows-10-29-anos-evolucao-do-so-microsoft.htm

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s