WiFi 802.11 ax, a nova geração das conexões sem fio

Mal a WiFi Alliance terminou as certificações da especificação 802.11 ac, o grupo já começou a trabalhar em uma nova geração de conexões sem fio. Com a promessa de oferecer velocidades nunca vistas antes (que já batem a casa dos 10 Gbps), o padrão 802.11 ax promete chegar em breve ao mercado, tendo o potencial de revolucionar a maneira como lidamos com comunicações e a transferência de arquivos.

A forma mais fácil de entender como a novidade vai funcionar é observar o comportamento do padrão 802.11 ac, capaz de trabalhar com quatro streams espaciais (MIMO), cuja eficiência espectral é usada ao máximo (o que aumenta a quantidade de dados que podem trafegar simultaneamente). Funcionando de forma semelhante, o padrão ax usa a banda de 5 GHz, podendo aproveitar canais que usam frequências que variam entre 80 MHz e 160 MHz.

Padrões e frequências

Cada um dos streams espaciais MIMO usados pelo padrão é multiplicado com a tecnologia OFDA (divisão ortogonal de frequência de acesso). Nesse ponto, surge alguma confusão entre a Huawei e a WiFi Alliance, visto que documentos também mencionam a técnica OFDMA, usada, entre outros meios, para possibilitar as velocidades alcançadas pelo padrão LTE — assim, é possível que a nova sigla seja somente uma nova forma de falar sobre algo que já é conhecido pela indústria.

27150627965495.jpg?w=1040

Em resumo, o OFDA se refere a um método de divisão de frequências no qual cada canal é separado em dúzias ou até mesmo centenas de subcanais menores, cada um deles operando em uma frequência ligeiramente diferente. A junção ortogonal desses sinais permite que eles operem de maneira muito próxima entre si e que as informações enviadas a partir desse sistema sejam juntadas com facilidade.

Segundo a Huawei, o uso do OFDA permite aumentar em até 10 vezes a eficiência espectral de uma conexão — o que, em teoria, se traduzir em um bandwith máximo 10 vezes maior. Segundo a WiFi Alliance, a expectativa inicial é que o padrão 802.11 ax apresente uma velocidade quatro vezes maior que seu antecessor em um momento inicial.

Quão veloz é o padrão?

Usando como base a estimativa mais conservadora da WiFi Alliance e um canal de 160 MHz, em teoria a velocidade máxima de um único stream 802.11 ax pode chegar a 3,5 Gbps — em comparação, o padrão 802.11 ac chega a 866 Mbps nas mesmas condições. Multiplicando isso em uma rede MIMO 4×4, atingimos a capacidade total de 14 Gbps.

Em teoria, caso você esteja usando um smartphone ou tablet capaz de trabalhar com dois ou três streams simultâneos, seria possível acessar a internet com velocidades que variam entre 7 Gbpsd e 10,5 gbps — ou seja, jogos considerados “gigantescos” como Assassin`s Creed IV poderiam ser baixados em questão de segundos.

27150800848496.jpg?w=1040

Já em um cenário mais realista, no qual são empregados canais de 80 MHz, um único stream poderia lidar com a velocidade de 1,6 Gbps (aproximadamente 200 MB/segundo). Já usando uma rede MIMO, esse valor poderia ser ampliado e variar entre 400 MB/segundo até 600 MB/segundo.

Obviamente, esses números podem ser ainda maiores caso as expectativas da Huawei se provem realidade. De qualquer forma, independente do critério utilizado, a tecnologia ainda se mostra bastante superior ao padrão 802.11 ac em matéria de eficiência.

Confiabilidade, distância máxima do sinal e outros fatores

Até o momento, a Huawei e a WiFi Alliance ainda não mencionaram algumas características do padrão que 802.11 ax que têm grande importância para o consumidor final — entre elas, a capacidade da tecnologia em lidar com instabilidades e interferências externas. Embora a Huawei assegure que a novidade conta com uma “alocação de espectro inteligente” e uma “coordenação de interface competente”, até o momento isso parece simplesmente uma repetição de opções que hardwares WiFi atuais já apresentam.

Apesar da falta de dados, é seguro presumir que o alcance da nova rede vai ser semelhante ou um pouco maior do que o visto nos padrões atuais. Além disso, a confiabilidade do sinal deve ser ligeiramente aprimorada graças ao uso do OFDA, que também deve ajudar a acabar com possíveis congestionamentos no envio de dados.

Na prática, o padrão não deve apresentar tantas diferenças para o usuário final, a não ser no quesito velocidade máxima alcançável. Enquanto o 802.11 ac já se apresenta como uma solução muito boa, o 802.11 ax simplesmente deve levar o cenário WiFi para um patamar ainda mais alto.

Afinal, precisamos de tanta velocidade?

Apesar de o pensamento comum associar maiores velocidades a uma experiência mais agradável, o patamar básico de 100 MB/s que a novidade pode alcançar pode gerar alguns problemas. Isso porque essa velocidade dificilmente é alcançada por um disco rígido, tampouco se adapta às memórias flash normalmente usadas em smartphones, cuja velocidade de escrita fica na casa dos 20 MB/s.

27150937943513.jpg?w=1040

Assim, para realmente aproveitar a tecnologia será preciso contar com múltiplos SSDs escrevendo dados de forma simultânea. Ainda assim, a novidade se mostra uma solução bem-vinda para eliminar problemas de banda gerados pelo streaming de vídeos em resolução Ultra HD, por exemplo.

A expectativa é que todos os detalhes do padrão 802.11 ax estejam acertados até algum momento de 2018, ano no qual a certificação deve ser liberada para uso comercial. Até lá, fica a esperança de que os planos de conexão oferecidos pelas operadoras evoluam e não tenhamos que lidar mais com um mercado no qual até mesmo a velocidade de 1 Gbps é um sonho distante para muitas pessoas.

Fonte: http://www.tecmundo.com.br/internet/58366-wifi-802-11-ax-nova-geracao-conexoes-fio.htm

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s