A próxima revolução nas redes domésticas será cabeada

(http://pcworld.uol.com.br/noticias/2013/05/22/a-proxima-revolucao-nas-redes-domesticas-sera-cabeada)
Michael Brown, PCWorld EUA
Tecnologia HDBaseT promete substituir múltiplos cabos HDMI, de rede e até de força por um só fio, simplificando a conexão de seus aparelhos.

As redes sem fios são fantásticas, até o momento em que não funcionam direito. Em teoria você poderia instalar um roteador 802.11ac em sua sala e enviar dados, áudio e vídeo em alta-definição para todos os cômodos de sua casa sem usar um fio sequer. A não ser que sua casa tenha paredes grossas ou vários andares, ou o roteador esteja longe demais de seu PC ou tablet, ou a rede do vizinho interfira com a sua, ou seu microondas ou telefone sem fio atrapalhem tudo.

E mesmo assim sua TV, Player de Blu-Ray, set-top box, projetor de vídeo, console de videogame e todos os outros aparelhos “conectados” de sua casa ainda precisam de pelo menos dois fios: o cabo de força e um cabo HDMI para transmissão de áudio e vídeo.

Conheça a HDBateT, a rede com um fio só

A HDBaseT Alliance quer mudar tudo isso com uma estratégia que batizou de “5Play Convergence”: uma rede cabeada que transporta áudio e vídeo digital, dados, sinais de controle e, mais interessante, 100 watts de energia elétrica através de um único cabo de baixa voltagem. O cabo (CAT5e, CAT6 ou CAT7) pode ter até 100 metros de comprimento, e se você precisar de mais do que isso o padrão suporta até oito “saltos” com o uso de repetidores de sinal.

E não estamos falando de qualquer áudio e vídeo. O padrão oferece largura de banda suficiente para transmitir vídeo em resolução 4K sem compressão, e até 8 canais de áudio em alta definição também sem compressão. O padrão suporta todos os formatos de áudio e vídeo presentes na especificação HDMI 1.4, mas não suporta o recurso de “canal de retorno de áudio”. Os fabricantes de equipamentos, entretanto, estão criando soluções para contornar o problema.

hdbaset_atlona-360px.jpg
Switch 8×8 (em cima) e receivers (em baixo) HDBaseT da Atlona Technologies

O HDBaseT suporta conexões ethernet a até 100 Megabits por segundo, mais do que rápido o suficiente para a maioria das conexões de banda larga domésticas, estejam elas sendo usadas para streaming de vídeo ou jogos multiplayer. Ele também pode transmitir sinais de controle, inclusive nos padrões CEC (Consumer Electronics Control), RS-232 e Infravermelho. Ou seja, se sua TV está em uma sala mas seu PC, set-top box ou receiver de vídeo estão em outra, você ainda poderá controlá-los a partir da sala da TV. E a versão 2.0 do padrão adicionará suporte a USB.

Um cabo, vários aparelhos

O motivo pelo qual sua TV está em cima de um rack ou mesinha em vez de pendurada na parede como você vê nas revistas de decoração é que para isso é necessário quebrar a parede para instalar uma tomada, além de um conduíte com espaço suficiente para todos os cabos (antena, componente, HDMI, etc). E embora o HDMI seja um excelente padrão, ele não tolera cabos longos.

Com o HDBaseT as coisas ficam mais fáceis, e você nem precisa de um caro cabo HDMI ativo. Com um único fio você poderá transmitir todos os sinais necessários à sua TV e alimentá-la ao mesmo tempo, desde que sua TV seja um modelo com baixo consumo de energia. O padrão suporta o sistema de proteção anticópia HDCP, então mesmo a transmissão de conteúdo protegido pode ser feita sem problemas.

O HDBaseT é um excelente padrão, mas vem levando algum tempo para que os produtos cheguem ao mundo real. A maioria dos dispositivos disponíveis hoje foi projetada para instalações sob medida em casas de alto luxo, empresas ou escolas.

O AT-PRO2HDRec, da Atlona Technologies (US$ 350, nos EUA) é um extensor HDMI que pode transmitir um sinal HDMI (com resolução de até 1920 x 1200 pixels, mais que Full HD), áudio multicanal, ethernet e sinais de controle infravermelhos e RS-232 (em transmissão bidirecional) por até 90 metros. Mas ele precisa ser combinado com o AT-PRO2HD88M, um switch 8×8 que custa a bagatela de US$ 8 mil. Esse equipamento tem oito entradas HDMI e oito saídas RJ-45 (para os cabos de rede), e é mais do que a maioria dos consumidores irá precisar.

Produtos para o consumidor chegam em breve

A Gefen tem um produto mais simples: um par dos aparelhos EXT-HDMI 1.3-CAT5-ELR (um agindo com transmissor, outro como receptor) pode transportar um sinal HDMI (com resolução de até 4K), áudio multicanal e uma conexão ethernet por até 100 metros. E elas custam cerca de US$ 600 cada.

hdbaset_gefen-360px.jpg
Sender/Receiver da Gefen. Preço mais acessível ao consumidor doméstico

E empresas como a Belkin, Epson, Onkyo e Pioneer estão dispostas a trazer esta nova tecnologia de rede para o grande público. Durante a CES 2013 todas anunciaram sua intenção de se juntar à HDBaseT Alliance, uma organização criada em 2010 pela LG Electronics, Samsung Electronics, Sony Pictures e Valens Semiconductor para promover o padrão.

O HDBaseT promete simplificar o “ninho de rato” de cabos atrás de seu rack e até facilitar a organização, permitindo transmissões a longas distâncias. Não é tão conveniente quanto o Wi-Fi, nem tão barato (no momento), mas faz mais e é muito mais confiável. Vale a pena ficar de olho.

Um comentário sobre “A próxima revolução nas redes domésticas será cabeada

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s