Seis utilitários sensacionais do Windows que pouca gente conhece

(http://pcworld.uol.com.br/noticias/2013/02/15/seis-utilitarios-sensacionais-do-windows-que-pouca-gente-conhece)
Loyd Case, PCWorld EUA
Faça o diagnóstico do sistema, calibre o monitor, capture imagens e instruções para tutoriais e crie e gerencie máquinas virtuais com estas ferramentas gratuitas

O Windows 8 pode não ser o sistema operacional mais fácil de usar, mas ninguém pode acusá-lo de ser mesquinho. Se você procurar com atenção, irá encontrar uma generosa quantidade de utilitários, muitos dos quais tornam as soluções de terceiros redundantes.

Um deles ajuda a calibrar o monitor de seu PC. Outro ajuda a investigar problemas da estabilidade do sistema. E há um que permite gravar ações na tela para que você possa criar tutoriais para aplicativos. Todos estes utilitários são gratuitos e vem pré-instalados no Windows 8, sem custo extra. A única exceção é o Hyper-V Manager, para criação de máquinas virtuais, que exige a versão Pro ou Enterprise do Windows 8, e não está disponível na versão padrão.

Deixamos de fora algum utilitário digno de nota? Veja nossa lista e deixe suas sugestões nos comentários ao final do artigo.

Histórico de Confiabilidade do Windows

Este utilitário pode ser encontrado no Painel de Controle: na tela Iniciar digite Painel e tecle Enter. Na caixa de pesquisa no canto superior direito da janela que surge digite confiabilidade, tecle Enter e selecione o item Exibir histórico de confiabilidade em Central de Ações.

O gráfico mostra um histórico dos problemas encontrados em seu computador, dispostos ao longo de uma linha do tempo, e é interativo. Se você clicar em uma coluna, verá um texto com detalhes logo abaixo. Em meu caso o historico mostra quando o software ASUS AI Suite parou de funcionar, e de fato o programa era a causa de vários “crashes” que tive em meu sistema. Note que nunca vi mensagens de erro quando o programa deixava de funcionar, mas depois que o desinstalei sofri muito menos problemas de estabilidade.

utilitarios_confiabilidade-360px.jpg
Histórico de Confiabilidade mostra, em um gráfico como este, os problemas encontrados em seu PC

O Monitor de Confiabilidade não só relata problemas: ele também rastreia se voce instalou ou atualizou aplicativos e drivers, para que você possa identificar datas exatas e usar esta informação no diagnóstico ou reparo do sistema. Por exemplo, depois que você descobre a data precisa de instalação de um driver problemático, pode usar um ponto de restauração para reverter a máquina ao estado anterior à instalação, eliminando o problema.

Diagnóstico do DirectX

Já que estou falando na solução de problemas, vamos dar uma olhada na ferramenta para diagnóstico do DirectX, também conhecida pelo nome DXDiag. Em versões anteriores do Windows ela era instalada sempre que você instalava o DirectX, o que geralmente ocorria em conjunto com a instalação de um jogo. Mas agora que o DirectX é parte integrante do sistema operacional, a DXDiag também faz parte do pacote.

utilitarios_dxdiag-360px.jpg
DXDiag tem informações sobre o DirectX, sua GPU e seu sistema de som

O DXDiag traz uma multidão de informações úteis para avaliar problemas com o DirectX. Sob a aba Exibir (Display) você verá, por exemplo, qual a GPU instalada, qual interface de video (DVI, HDMI, Etc) está sendo usada, a alocação de memória gráfica e mais. A aba Som (Sound) lhe dá informações relacionadas ao dispositivo de áudio e seus drivers. O DXDiag mostra mais detalhes do que você encontraria no Gerenciador de Dispositivos, por exemplo. E mesmo que você não consiga fazer sentido das informações mostradas, elas podem ser úteis na hora de acionar o suporte técnico.

Calibragem de Cores

Por padrão o monitor de seu PC provavelmente é brilhante demais, e as cores excessivamente saturadas. Isto não pode ser um problema se você passa o dia inteiro trabalhando em planilhas ou documentos de texto, mas se está editando fotos, vídeos ou mesmo assistindo a filmes, vai querer ajustá-lo para que exiba as imagens da forma mais precisa possível.

Você pode gastar uns US$ 60 em software e hardware para calibração de cores, e é um bom investimento se você é um profissional das artes gráficas ou um cinéfilo que exige precisão nos mínimos detalhes. Mas para o restantes dos usuários o utilitário de calibração incluso com o Windows traz resultados bons o suficiente, e você não precisará gastar um centavo com hardware ou software adicional.

utilitarios_calibrar-360px.jpg
Calibre as cores de seu monitor sem gastar mais com isso

Abra o Painel de Controle, digite calibrar na caixa de busca no canto superior direito da janela e clique na opção Calibrar cores do vídeo. Agora basta seguir os passos na tela e ler com atenção as explicações. Na primeira vez em que você executar esta ferramenta, não pule nenhuma etapa. Elas são, em ordem: ajuste de gama, de brilho, de contraste e equilíbrio de cor.

Gravador de Passos

O Gravador de Passos permite gravar cada passo individual em uma tarefa no Windows. Você não pode gravar suas ações dentro de um jogo, por exemplo, mas pode gravar os passos dentro de um aplicativo comum do Windows.

Em versões anteriores do sistema este utilitário era chamado de Gravar etapas para reproduzir um problema. Aparentemente a Microsoft o via mais como uma ferramenta para gravar a interação do usuário e auxiliar na solução de problemas. Mas a versão para o Windows 8 permite que os usuários revejam os passos e mantenham um registro dele. Para abrir este utilitário basta digitar passos na tela Iniciar e selecionar o item Gravador de Passos na lista de resultados.

utilitarios_passosresultado-360px.jpg
Criar um "passo-a-passo" é fácil com o Gravador de Passos

Com o Gravador de Passos é possível capturar um screenshot (uma “foto” da tela) a cada ação que você executa. cada clique do mouse, cada tecla pressionada. Mas se você estiver digitando em um editor de textos, por exemplo, apenas o texto completo será mostrado, em vez de cada caractere individualmente digitado. Depois de encerrar a gravação você pode rever o que foi capturado e fazer algumas edições simples. A ferramenta salva todo o resultado em um arquivo comprimido (.zip), que contém um arquivo MHTML (Mime HTML) com todo o conteúdo (imagens e texto) embutido.

O Gravador de Passos não é um substituto de uma ferramenta sofisticada de captura de tela como o Camtasia, mas é útil para gravar um rápido tutorial quando você precisa comunicar um conjunto simples de ações dentro do Windows.

Agendador de Tarefas

O Agendador de Tarefas faz o que o nome diz: ajuda a definir um cronograma para a execução de aplicativos. Um exemplo típico é agendar a execução de um backup. Mas ele também permite criar scritps com tarefas mais complexas, que podem ser executadas em uma ordem específica em horários pré-definidos.

Por exemplo, a própria Microsoft usa o Agendador de Tarefas para fazer o upload diário de informações sobre o Windows para a Windows Experience Team. Para executar este utilitário abra o Painel de Controle, digite agendarno campo de buscas no canto superior direito da janela e clique em Agendar Tarefas, sob Ferramentas Administrativas.

utilitarios_tarefa-360px.jpg
Agendador de tarefas permite automatizar a execução de programas

Alguns desenvolvedores usam incorretamente o Agendador de Tarefas para carregar e executar aplicativos na inicialização do sistema, quando simplesmente colocar um atalho para o aplicativo na pasta Inicializar seria uma melhor opção. Portanto, mesmo que você não planeje agendar nenhuma tarefa ou criar um script, vale a pena dar uma olhadinha no Agendador para ver se algum aplicativo mexeu lá.

Criação e gerenciamento de máquinas virtuais

As versões Pro e Enterprise do Windows 8 incluem o gerenciador de máquinas virtuais Hyper-V, que originalmente era parte do Windows Server. Mas ele não é instalado por padrão. Se quiser usá-lo vá ao Painel de Controle, clique em Programas e em Adicionar ou desativar recursos do Windows. Escolha o Hyper-V na lista e clique no botão OK. Depois da instalação será necessário reiniciar o PC.

Com isso você terá dois novos programas no computador, o Hyper-V (que executa a máquina virtual propriamente dita) e o Hyper-V Manager, que permite criar ou remover máquinas e discos (arquivos .VHD) virtuais. Depois de criar uma máquina virtual você pode instalar qualquer sistema operacional que quiser dentro dela, incluindo versões do Windows da 3.1 até o Windows 8, vários distribuições Linux e BSD e mais.

utilitarios_hyperv-360px.jpg
Hyper-V permite criar "máquinas virtuais" e rodar outros sistemas dentro do Windows

Note que a versão do Hyper-V inclusa com o Windows 8 não tem alguns dos recursos da versão servidor, incluindo a virtualização de GPUs (ou seja, sua máquina virtual não terá aceleração 3D) e alguns recursos de rede mais exóticos, como o suporte a Fibre Channel. Se você usava o “Modo Windows XP” no Windows 7, que era baseado em um software mais antigo da Microsoft chamado Virtual PC, vai gostar de saber que o Hyper-V pode desempenhar o mesmo papel. Mas ao contrátio do XP Mode, você precisará de uma licença válida do Windows XP para instalá-lo em uma máquina virtual Hyper-V.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s