Como preparar seu PC para o Windows 8

(http://pcworld.uol.com.br/noticias/2012/10/03/como-preparar-seu-pc-para-o-windows-8)
Loyd Case, PCWorld EUA e Rafael Rigues, PCWorld Brasil
Antes de migrar para o novo sistema, vale a pena gastar um tempo analisando seu PC atual em busca de incompatibilidades e planejar eventuais upgrades de hardware. Veja nossas dicas.

Em menos de um mês o Windows 8 chega às lojas. Com uma interface completamente remodelada, o sistema promete uma experiência de uso muito mais amigável, similar àquela com a qual os usuários já estão acostumados nos tablets. Se você está pensando em migrar, com certeza irá querer aproveitar o máximo dos novos recursos. E para isso, talvez seja necessário atualizar alguns componentes do seu computador.

A Microsoft já enfatizou que máquinas capazes de rodar o Windows 7 também conseguirão rodar o Windows 8. Isso pode ser verdade, mas já que você irá comprar componentes novos, deve se certificar de que eles não apenas “funcionem” com o Windows 8, mas que sejam otimizados para ele.

Neste artigo mostraremos os cuidados que você deve ter antes da atualização, e quais componentes farão a maior diferença no seu dia-a-dia com o Windows 8, para que você possa saber exatamente onde investir seu dinheiro.

Analisando o sistema atual

Se seu PC já roda o Windows 7, instalar o Windows 8 deve ser moleza, certo? Talvez sim, talvez não.

Alguns aplicativos podem não ser compatíveis, particularmente aqueles que necessitam de acesso em baixo nível ao sistema operacional. Como antivírus e software de segurança. Da mesma forma, alguns drivers podem ser incompatíveis, embora o instalador do Windows 8 geralmente (mas nem sempre) seja capaz de substituí-los por versões suportadas.

Em particular, você deve prestar atenção aos drivers de seu hardware de rede. Já vi o Windows 8 se instalar em um PC sem nenhum problema visível, só para descobrir que ele não instalou um driver para a placa de rede, deixando o computador “ilhado”. O melhor a fazer é coletar as versões mais recentes dos drivers para o hardware mais importante (como os drivers para interfaces Wi-Fi e Ethernet, para sua placa de vídeo e para o chipset da placa-mãe) em um pendrive, caso precise instalá-los manualmente. A maioria dos fabricantes já começou a distribuir drivers para o Windows 8, então dê uma olhada na seção de suporte dos respectivos sites.

Outro possível problema é a BIOS: o Windows 8 exige que ela tenha suporte a um recurso chamado Data Execution Prevention (DEP), que impede que certos tipos de código potencialmente malicioso sejam executados. Mais especificamente, ele impede que código seja executado a partir de seções da memória marcadas como páginas de dados. Tal código pode vir de aplicativos mal-escritos, mas frequentemente é um sinal de malware.

O Windows 8 exige que o DEP esteja habilitado na BIOS, e algumas máquinas mais antigas podem ter BIOS que não suportam este recurso. Neste caso, você precisará consultar o site do fabricante de seu computador ou da placa-mãe em busca de uma nova BIOS. Máquinas com processadores Pentium 4 e Socket 478 ou anteriores podem simplesmente ser incapazes de suportar DEP. Neste caso o Windows 8 não irá rodar, mesmo que instale aparentemente sem problemas.

Mesmo que sua BIOS esteja atualizada, você pode encontrar incompatibilidades de hardware ou software. O Windows 8 deve funcionar com qualquer hardware compatível com o Windows 7, mas componentes mais antigos podem ser problemáticos, bem como software que necessite de acesso ao sistema a nível de drivers.

A forma mais fácil de procurar por incompatibilidades é rodar o instalador do Windows 8. Você pode baixar uma cópia da versão Release Preview do sistema, criar um DVD (ou um pendrive) e rodar o Setup. Responda “sim” quando o programa perguntar se você quer baixar a versão mais nova do instalador. Note que você não precisa instalar o Windows 8, o legal sobre seu instalador é que antes de mais nada ele faz um teste de compatibilidade.

win8up-compat-360px.jpg

Na imagem acima, o problema com o hardware de rede que foi relatado pode causar dores de cabeça. Nesse caso, o melhor é ter à mão novos drivers para o componente indicado antes de prosseguir.

Faça o upgrade certo

Você precisa de uma placa de vídeo nova. Ou aquele monitor de 19 polegadas com resolução de 1280 x 1024 pixels já não é mais o suficiente. Ou talvez você esteja pensando em algo tão simples quanto um novo mouse.

Não importa: se você precisa atualizar qualquer hardware, dedique um tempo para pesquisar o que funciona melhor com o Windows 8, mesmo que você não esteja pensando em migrar para o novo sistema imediatamente. Inevitavelmente um dia isso irá acontecer, e é melhor estar preparado para o futuro.

Além disso, há alguns componentes nos quais você pode investir que farão uma grande diferença no desempenho e usabilidade do Windows 8 no dia-a-dia. Veja quais são.

RAM: a Microsoft diz que o Windows 8 exige um mínimo de 1 GB (na versão de 32 Bit) ou 2 GB (na versão de 64 Bit) de RAM para rodar, e em nossos testes realmente conseguimos usar o sistema em uma máquina com apenas 1 GB. Mas isso leva em conta apenas o sistema operacional: seus aplicativos também precisam de RAM, e quanto mais, melhor será o desempenho do PC. 4 GB é o mínimo que recomendamos para realmente aproveitar o novo sistema. Os preços estão baixos, então não há motivos para não atualizar.

Use o Configurador de Memória no site da Kingston para descobrir qual o tipo de RAM adequado. Basta informar o fabricante e modelo de seu computador ou de sua placa-mãe. Nele descubro, por exemplo, que meu desktopHP Compaq dx7500 Small Form Factor comporta até 16 GB de RAM (4 pentes de 4 GB) e que preciso de memória DDR2 de 800 MHz. Agora é só ir às compras. Sempre compre o máximo de RAM que seu bolso (e PC) permitir. RAM é como espaço em disco, nunca é demais.

Monitor: você ainda usa um monitor “quadrado” de 15 polegadas? Hora de um upgrade, já que a nova interface do Windows 8 traz uma série de exigências quanto à resolução de vídeo. Para começar, a nova interface sequer irá aparecer a não ser que a resolução seja de ao menos 1024 x 768 pixels. Menos que isso e o sistema ainda roda, mas ficará restrito à interface desktop e aos aplicativos escritos para o Windows 7 ou versões anteriores. Isso mesmo, nem os aplicativos feitos sob medida para o Windows 8 iirão funcionar.

win8_start-360px.jpg
Você não verá essa interface a não ser que seu monitor tenha a resolução correta

Outro recurso do Windows 8 que depende da resolução é a capacidade de ter dois aplicativos abertos “lado a lado” ao mesmo tempo: para isso é necessário um monitor com resolução de 1366 x 768 pixels, pelo menos.

Nossa dica é: procure um monitor “widescreen” de ao menos 19 polegadas, com resolução Full HD (1920 x 1080 pixels) e portas HDMI e DVI. Uma porta VGA é um recurso ainda encontrado em alguns modelos, mas só é necessária se você pretende ligar um PC mais antigo ao monitor.

Placa de vídeo: digamos que seu PC tenha uma GPU mais antiga, como uma Nvidia GeForce GTX 260 ou uma AMD Radeon HD 4850. Nenhuma delas roda bem os jogos da geração atual, e ambas fazem mais barulho e consomem mais energia do que os modelos mais recentes.

Atualmente é possível encontrar ofertas tentadoras em modelos de uma geração atrás, como a Nvidia GeForce GTX 640 ou a AMD Radeon HD 6850. Mas se você pensa em migrar para o Windows 8, faz mais sentido considerar uma GPU da geração atual, como a AMD Radeon HD 7970 ou a Nvidia GeForce GTX 660 Ti. Ambas trazem suporte ao DirectX 11.1, que também é suportado pelo Windows 8.

win8up-gpu-360px.jpg

A diferença entre as versões 11 e 11.1 do DirectX é incremental, mas há recursos que prometem maior desempenho, suporte a imagens e óculos 3D e, no caso do Windows 8, melhor suporte a gráficos 2D via Direct2D. Isso significa que as animações na interface serão mais fluidas e a renderização de texto mais veloz, o que resultará em uma sensação de melhor desempenho do sistema no dia-a-dia. Sem falar que seu jogos rodarão muito melhor.

Teclado, mouse e touchpad: o Windows 8 realmente abraça o conceito de toque e reconhecimento de gestos. Embora a idéia de trocar seu monitor por um modelo multitoque possa parecer tentadora, há poucos deles no mercado atualmente, e os que existem são ou muito caros ou muito pequenos. Mas há alguns acessórios sensíveis ao toque já disponíveis (ou chegando muito em breve) que são bastante interessantes, e podem funcionar muito bem em conjunto com o Windows 8.

Por exemplo, a Microsoft lançou o Touch Mouse, que funciona como um mouse normal mas tem uma superficie sensível ao toque que tem suporte aos gestos multitoque do Windows 8. O Wedge Touch Mouse é um produto similar, mas é minúsculo e portátil. E como ele funciona via Bluetooth, é compatível com os futuros tablets com Windows 8.

Já a Logitech produz o Wireless Touchpad, um aparelho com uma superfície de 5 polegadas que suporta gestos multitoque e deve funcionar com o reconhecimento de gestos do Windows 8. Grandes superfícies sensíveis ao toque podem emular a forma como as telas sensíveis ao toque funcionam, e servir como um substituto viável.

win8up-touchmouse-360px.jpg

Nosso conselho: pense no uso futuro

Você pode não se sentir tentado a migrar para o Windows 8. Mas mesmo que este seja o caso, ao planejar um upgrade vale a pena se certificar de que os componentes funcionam bem com o novo sistema. Talvez você não se interesse pelo Windows 8 hoje, mas no futuro pode encontrar um app que justifique mudança.

E quando você revender seu PC ou passá-lo para seus filhos, talvez eles ou o comprador queiram o Windows 8. Ou seja, faz sentido pensar no futuro ao adquirir hardware. Assim você reduz as chances de encontrar um “beco sem saída” ou ter de trocar componentes incompatíveis que comprou hoje. Com isso, você economiza tempo e dinheiro.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s