Dicas: Os erros mais comuns ao gravar um vídeo para a web

Posted By William Marchiori On 3 03America/Sao_Paulo dezembro 03America/Sao_Paulo 2010 @ 17:13 In Vídeos | No Comments

O Youtube é um excelente canal para anunciar seus produtos. Mesmo assim, vários erros, dos mais básicos aos mais traiçoeiros são cometidos diariamente por videomakers e marqueteiros sedentos por faturar. As gafes vão desde interrupções nas narrações até distorção no foco da câmera e não se restringem a marcas desconhecidas.

De fácil solução e de aprendizado rápido, vale a pena absorver as lições. Afinal de contas: tudo que tem de ser feito vale a pena fazer direito, não é?

Nosso vídeo abaixo exemplifica os erros mais comuns cometidos pelos candidatos a Spielberg:

1. Errrr, bem, é algo assim, tipo…
A época em que expressar reticência ao conversar era sinal de estar pensando no que fala, ao mesmo tempo em que convida outros a entrarem na conversa passou. Hoje em dia, em nos meios digitais, esse tipo de recurso é inconveniente. Quem não perdoa, são os microfones…nem os ouvintes.

A solução para isso é a seguinte:

Escreva uma lista dos pontos mais importantes do que quer dizer e fixe essa lista embaixo da câmera. Ensaie umas duas vezes antes de pressionar REC; nesse ensaio, passe pelos pontos principais da mensagem e meça o ritmo e clareza da fala.

É o que os narradores e apresentadores profissionais fazem. É claro que, se puder preparar um roteiro e decorar todo o texto, vai melhorar o resultado. O que deve acontecer e sugerimos que você não se penalize demais por isso, são os tradicionais improvisos. Fazem bem, conferem espontaneidade à apresentação e ninguém vai notar, fora você e o “diretor”.

2. Mantenha a câmera firme
É comum tremer um pouquinho, acontece com todos. Enquadramento trêmulo e um vai e vem de zoom podem acabar com o prazer de qualquer um assistir a um filme. Particularmente, acho que o pior é quando a câmera falha na função de foco automático e borra tudo.

Primeiro passo: compre um tripé. Todos os modelos modernos de câmera têm um encaixe padrão, normalmente localizado próximo ao compartimento de baterias. Como o encaixe é padrão, qualquer tripé dá conta do recado.

Segundo passo: antes de sair gravando alucinadamente, configure o foco automático no modo fixo (verifique no manual se ela traz esse recurso). Assim, em caso de alterações na iluminação, a máquina não irá se perder.

Terceiro passo: Jamais, nunca, sob qualquer circunstância, faça zoom na imagem enquanto grava. Se for necessário gravar um detalhe, realize uma tomada separada, usando o modo macro da câmera e insira essa tomada depois, na edição.

3. Psiu, olhe para mim
Se seu vídeo é de narração em primeira pessoa e não em off, olhe para a lente da câmera enquanto fala. Evite olhar para os lados; a impressão que dá é de você estar desatento ou, pior, desinteressado. Sei que não é fácil olhar para um tubo escuro enquanto recita sua mensagem, mas é assim que funciona. Foi mal, aí.

Esse exercício requer prática e nem todos somos capazes de dar conta dele. Vários personagens da TV atribuem seu sucesso à capacidade de mirar por longos períodos para as lentes de câmeras nos estúdios.

Um truque que pode facilitar sua vida na hora de encarar a câmera é mexer com a cabeça como faria se estivesse conversando com alguém diretamente. Ninguém manda ficar encarando os espectadores assim, de maneita incessante e com o rosto reto. Aja de maneira natural e levante o rosto ao sorrir: todo mundo gosta de um sorriso, mas não exagere.

4. Sempre no mesmo volume
Se o material que está gravando inclui várias tomadas, variando entre narração em primeira pessoa e produtos, certifique-se de que o tom e o volume de suas fiquem uniformes. A maioria dos programa para edição de vídeo têm um recurso chamado volume normalization que dão uma valiosa ajuda nessa hora. Outra opção é observar as ondas wave, expostas no editor de vídeo e observar se elas se alteram muito.

Concordo. Essa dica parece óbvia, mas em várias ocasiões eu tive de ajustar o volume dos auto-falantes de meu PC durante um vídeo.

Cerifique-se, ainda, de ajustar o volume da música ao da voz. Como regra geral, as músicas de abertura e de encerramento devem ser um pouco mais baixas que a da fala. Lembre-se, não é televisão e as pessoas não dependem de vinhetas altas para lembrar que o programa está de volta.

5. Editar, editar, editar
A não ser que você seja um visionário, as cenas pedem cortes. A união de várias tomadas é algo que a televisão nos ensinou a gostar e esperar. O conceito de plano-sequência e a ideia de que ele forma uma mensagem mais natural é absolutamente vazia de sentido. Já experimentou ficar sem piscar por várias horas?

Mas, se a paixão por obras do tipo Cidadão Kane te impedem de considerar cortes, pelo menos avalie, ao final do filme, se não vale a pena dar uma editada básica. Vale a pena se livrar de infinitos interlúdios e outras cenas desprovidas de sentido, mesmo que você, na qualidade de futuro Coppola, acredite que a mensagem subliminar esteja justamente nelas. Ao gravar entrevistas, procure ter o máximo de tomadas de ângulos diferentes à mão. Elas serão úteis quando quiser evidenciar que o entrevistado achou sua pergunta interessante ou concorda com sua colocação.

6. Ilumine sabiamente
Não existe pecado pior que uma iluminação relaxada. As pessoas ficam com aparência pouco saudável e a câmera tem dificuldades em manter o foco.

Uma opção é colocar a câmera de frente a uma janela, apontada para dentro do ambiente. Luz natural é uma fonte contínua de iluminação boa. Mas cuidado com aqueles dias encobertos, quando a variação da luz é grande.

Se decidir usar iluminação artificial, por favor, leia um manual sobre como usá-la antes de ligar lâmpadas de 500 watts na cara do ilustre apresentador. Luz artificial sempre é usada com mais de uma única fonte, pois gera sombras que precisam ser iluminadas por, por exemplo, um abajur de mesa.

Se for usar apenas uma fonte de luz artificial, certifique-se de que há rebatedores espalhados pelo ambiente .

(artigo original escrito por Keir Thomas, IDG News Service)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s