Dez coisas que você deve fazer para preservar seu emprego

Redação da Network World/EUA

Mesmo que o pior da crise pareça ter ficado para trás, não dá para descuidar da carreira. Saiba como agir e o que evitar.

nao_demissao_150Pesquisa da consultoria Right Management indica
que o total de vagas para executivos no mercado brasileiro cresceu 10%
em setembro. A indústria voltou a liderar em número
de contratações
e os setores de serviços especializados de TI e
Telecom responderam, respectivamente, por 18% e 8% das vagas abertas.
Levantamento de Computerworld feito em agosto de 2009 identificava quase
1.500 oportunidades
abertas na área de tecnologia da informação, para diferentes perfis
e níveis profissionais.

A crise econômica dá sinais de calmaria no mercado nacional, mas isso
não significa que você possa descuidar da sua carreira.

Profissionais de TI e especialistas da indústria compartilham dez
dicas para os funcionários da área de tecnologia se manterem nas boas
graças dos empregadores e
não serem demitidos
mesmo com a recuperação gradual da economia.

1.Trabalhe com afinco
Funcionários de TI em empregos
instáveis precisam assumir trabalho extra, estar mais presentes e,
essencialmente, mostrar aos seus empregadores que querem ficar. Seja em
tempos de estagnação ou de redução de budgets, os gestores de TI são
pressionados a frequentemente avaliar a equipe para fins de enxugamento
ou possível terceirização. Especialistas de consultorias de RH dizem que
o melhor e evitar ser o funcionário que deixa a desejar na avaliação.

“É fundamental lembrar que a organização de TI, quando quer fazer
demissões, não procura as pessoas que serão descartadas, ela identifica
as pessoas que devem ser mantidas”, explica Beth Carvin, CEO da Nobscot,
fornecedora havaiana de software para RH. Por isso, acrescenta a
executiva, tome a iniciativa e faça coisas que levem a companhia a
querer manter um funcionário como você.

2. Siga o dinheiro
Os funcionários de TI devem saber quais
sistemas e projetos vão gerar receita e empenhar-se para fazer parte
deles. Uma vez que podem exercer alguma influência sobre esses projetos,
devem mostrar disponibilidade para iniciativas geradoras de receita ou
que ofereçam contato direto com o cliente, aconselha Sean Ebner, diretor
regional da Technisource, companhia de recrutamento em TI.

“As funções internas são críticas, mas o alinhamento com essas
atividades e com os clientes tornará os profissionais técnicos mais
valiosos para os gestores de negócio”. Se não houver projetos
relacionados ao negócio no momento, os especialistas orientam os
funcionários de TI a se envolverem com a equipe de vendas, oferecendo
seu conhecimento técnico para ajudar a fechar negócios com potenciais
clientes.

3. Invista em conhecimento
Os recursos podem estar
escassos, mas os especialistas recomendam que os profissionais de TI
busquem treinamento acessível ou opções de autoaprendizado para ampliar
seu conhecimento técnico e beneficiar não só a companhia, mas a si
mesmos.

O treinamento, seja financiado pelo empregado ou pelo empregador,
mostrará ao chefe que o funcionário deseja permanecer na equipe e que
continua interessado em evoluir profissionalmente naquela companhia
específica. “A chave para conservar o emprego é demonstrar retorno do
investimento. Você representa um determinado custo para sua companhia,
mas faça o possível par provar que está ganhando valor sem custo
adicional para a organização e que o seu conhecimento contribuirá para
os resultados financeiros dela”, afirma Rich Milgram, CEO da Beyond.com,
companhia de recrutamento online.

4. Torne-se um especialista em tecnologia do negócio
É uma
realidade – o pessoal de TI precisa ser bom em negócio para progredir
na carreira
e segurar o emprego. “Muito se tem falado, mas não
custa repetir que TI deve ser capacitadora de negócios, e não mera
solucionadora de problemas”, define Chris Silva, analista sênior da
consultoria Forrester Research.

Os profissionais de alta tecnologia que treinaram a ‘sensibilidade
para o negócio’, ou seja, que não conversam com gestores de negócio em
bases puramente técnicas, têm mais chances de manter seus empregos por
mais tempo do que aqueles que não conseguem traduzir a tecnologia
diretamente em aspectos do negócio, avalia ele. A combinação de
conhecimento tecnológico e uma visão do que faz um negócio dar certo
pode ajudar os profissionais a cultivarem uma longa e promissora
carreira.

5. Seja comedido
A redução de pessoal, muitas vezes, é
resultado de um esforço para cortar custos. Os profissionais de TI que
provarem aos gestores que são capazes de encontrar tecnologia acessível e
reduzir custos internamente preservarão seus empregos. É preciso pensar
como se fosse o dono, não desperdiçar recursos, nem comprar coisas que
não sejam realmente imprescindíveis. Os funcionários eficientes são
escolhidos para ficar, ao contrário dos funcionários que agem de maneira
irresponsável com o orçamento.

Além de checar preços, os profissionais de TI devem oferecer
alternativas que tenham bom custo-benefício. vale introduzir tarefas
automatizadas que tragam economia de tempo e dinheiro para a companhia,
reduzindo o tempo de inatividade causado por erro humano.

6. Fique longe das fofocas
Em tempos de crise econômica ou
prosperidade, não importa, o melhor é ficar bem longe da fofocas de
corredor. “Você quer se apresentar no ambiente de trabalho como alguém
amigável, um bom cidadão”, diz Lori Gale, presidente da companhia de
recrutamento online FastLane Hires. Portanto, afirma, não fique fazendo
fofoca e bancando o estressado. Agindo dessa forma, você acabará
chamando atenção pelos aspectos negativos da sua personalidade.

7. Promova sua imagem
Embora muitos profissionais de TI
não estejam acostumados a holofotes, os especialistas recomendam que
eles aprendam a promover suas habilidades na companhia. “Faça marketing
pessoal. Não é hora para modéstia. No cenário de negócios atual, em que
todo mundo é exigido ao máximo, assegure que suas realizações sejam
notadas”, diz Katie Prizy, especialista em comunicação da Instant
Technology, companhia de recrutamento em TI.

Para demonstrar suas contribuições à companhia, os profissionais de
TI têm de estar aptos a mensurar o valor agregado aos resultados
financeiros. Se não puder mensurar seu próprio sucesso e demonstrar
claramente como o seu trabalho beneficiou a companhia, não espere o
mesmo dos gestores na hora de reduzir a equipe.

Os profissionais de TI devem rastrear e documentar continuamente as
melhorias que suas ideias, seu trabalho ou seus processos trouxeram para
os sistemas de tecnologia. Munidos desta informação, terão bons
argumentos para justificar a permanência na equipe.

8. Ajude os outros
Compartilhe conhecimento, ensinam os
especialistas. Profissionais de TI precisam abandonar a velha
mentalidade de guardar conhecimento, e deixar outras pessoas saberem o
que eles sabem e compartilhar o conhecimento e as informações.  Isso os
tornará muito mais valiosos aos olhos dos empregadores.

O conhecimento é uma grande fonte de poder. O compartilhamento de
informações vitais para o sucesso técnico de uma companhia impressionará
a direção corporativa.

9. Esteja disponível
Na rotina das companhias, alguns
profissionais de TI talvez estejam menos ocupados que outros. Assim,
quem está com mais tempo livre deve se oferecer para colaborar em
projetos, mesmo que de outros departamentos.

Se na companhia há duas pessoas para administrar a rede, por exemplo,
mas uma delas também entende de servidores, os gestores talvez prefiram
descartar o funcionário altamente especializado e manter o
‘generalista’ em TI, que trabalha em várias áreas, de acordo com Bryan
Sullins, instrutor técnico sênior da New Horizons e blogueiro da Network
World.

Estar sempre disposto a aceitar desafios novos, que não fazem parte
da rotina, ajuda muito, na opinião de Dwayne Whitmore, engenheiro de
sistemas sênior do grupo de serviços de tecnologia para o Carolinas
HealthCare System. O engenheiro recorda a ocasião em que precisou
planejar a atualização de um sistema PABX e aprendeu muito sobre o modo
como ele funciona.

10. Sorria, seja feliz
Nunca subestime o poder de uma
postura positiva. Independentemente de qualquer desafio, uma atitude
positiva ajudará os gestores – que também são exigidos além dos seus
limites – a perceber quais funcionários estão felizes em suas funções. O
indivíduo que, com um sorriso no rosto, encara novos desafios que
aliviam algumas aflições da equipe de gestão acaba tendo um valor
inestimável para a organização.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s