Instalando Linux em notebooks – uso de cheatcodes

Autor: meinhardt, jorge g <meinhardt.jgbr at gmail.com>

Introdução

Instalar alguma distribuição Linux
em notebook (NoBo) não deveria ser em geral a primeira experiencia em
termos de uso do Linux devido as particularidades de projeto deste tipo
de equipamento, que deve otimizar o uso de espaço e a portabilidade,
obrigando os projetistas a muitas vezes partir para algumas soluções
muito distintas daquilo que normalmente encontramos em desktops.

Em desktops normalmente a operação de instalação é mais simples e não
requer reconfigurações posteriores, pelo menos naqueles casos de
hardware do tipo comum sem muitos itens especiais, como principalmente
placas aceleradoras de vídeo, necessidade de conexões discadas à
internet ou placas wifi, entre outros.

Muitas das distros, se não for a maioria inclusive, deixam bem
claro em seus respectivos sites que a distro foi desenvolvida para
aplicações em desktops. Não lembro de haver visto algum caso de distro
que mencionasse ser desenvolvida para NoBo. Possivelmente apenas
aquelas distros mais atuais, instaladas por padrão em Netbooks, sejam
desenvolvidas especificamente para este tipo de aplicação e possam
também instalar em NoBos com relativa facilidade.

Tentarei transmitir aqui algumas das dificuldades que
encontrei para instalar distros Linux em vários notebooks (NoBos),
desde a primeira tentativa, no início do ano 2000.

O foco entretanto será mostrar a importância crescente do uso dos
"cheatcodes", principalmente no caso dos NoBos mais atualizados,
particularmente em alguns modelos da marca Acer, bastante populares no
Brasil devido ao preço acessível.

Notações e abreviaturas usadas

Aqui vão algumas das abreviaturas mais usadas no jargão da informática e neste artigo:

  • Boot – Inicialização / Partida do computador
  • Desktop(s) – PC(s) de mesa
  • Distros – Distribuições Linux
  • Hardware – configuração física de equipamento de informática
    incluindo todos os itens instalados, como fonte (Power supply),
    motherboard (MoBo), processador, chipset, memória RAM, placas de vídeo,
    placa de rede etc. A mesma palavra (hardware) é usada no jargão geral
    em inglês para itens como porcas, parafusos, arruelas, braçadeiras ou
    seja, algo como ferragens em geral. Um Hardware Store não é uma loja de
    informática por lá, porém uma simples loja de ferragens.
  • MoBo – Motherboard (Placa mãe)
  • NetBo – Netbook
  • NoBo – Notebook (Laptop)
  • S.O. – Sistema Operacional
  • WiFi – Wireless – Rede sem fio

Cheatcodes: o que são e porque a necessidade de usá-los

O que são "cheatcodes"

A palavra "cheat", do Inglês, significa enganar, sendo amplamente usada
como em "cheating" na linguagem coloquial para definir, por exemplo,
enganação, engodo, "colar" numa prova, sonegar informação, sonegar
imposto de renda, trair o companheiro(a) numa relação matrimonial ou
sentimental, entre outros.

Em termos de Informática entretanto, já faz parte do jargão
para aqueles truques e dicas ou cracks usados para passar de fase em
videogames, instalar cópias piratas de games e aplicativos
proprietários ou mesmo sistemas operacionais piratas completos (S.O.).

No caso de instalação de distros Linux,
os cheatcodes servem para passar comandos diretamente ao kernel no
princípio do processo de inicialização, não para enganar o mesmo, porém
para ativar ou desativar opções que permitam passar, por exemplo, por
etapas de reconhecimento de itens de hardware, habilitar ou desabilitar
determinados itens, forçar resolução de vídeo, inicializar direto de
cópia da ISO no HD, inicializar a partir de pendrive ou diretamente da
rede.

Por esta razão são conhecidos também como "opções de boot" ou "opções de inicialização".

Abaixo seguem links de matérias específicas sobre cheatcodes.

Cheatcodes em notebooks

Em vários modelos dos NoBos mais atuais, diversos comandos importantes,
principalmente aqueles usados para ativar teclas para ajustar o brilho
da tela, o volume do alto-falante, transferir imagens da tela para
monitor externo ou datashow, ativar hibernação, ligar/desligar
bluetooth e wifi etc são feitos por combinações de teclas como Fn +
setas (acima, abaixo, direita e esquerda) ou Fn + F(1,2,3,4…12), ou
ainda outras chaves ou teclas externas ao teclado, que não comandam
diretamente o item de hardware, porém o fazem através de um aplicativo,
que por sua vez deve ser carregado no inicio do processo de boot.

Em modelos mais antigos, o ajuste de alguns destes recursos
era feito por interruptores físicos, inclusive com potenciômetros com
tecla deslizante, botão rotativo para o volume de som ou chave
liga/desliga externa por exemplo.

No caso de muitos ou talvez da maioria dos NoBos Acer com os
quais tenho mais experiência recente, alguns, senão a totalidade destes
comandos é feita por ativação via software, usando aplicativos
específicos acionados durante a inicialização e comandado por teclas
especiais ou combinações de teclas.

Em ambiente Windows isto também é passado nas etapas do princípio de
inicialização pelos parâmetros definidos em arquivos como autoexec.bat
e config.sys por exemplo (ainda bem que já não lembro mais os arquivos
específicos do XP e Vista, nem vou pesquisar, o que demonstra o tempo
que deixei de usá-los).

No caso de NoBo com distro Linux instalada, alguns destes itens podem
também ser ativados usando o remapeamento de teclas do teclado, após a
instalação no HD, como alternativas de reconfiguração ou personalização
da instalação.

Outros itens entretanto, obrigatoriamente devem ser habilitados ou
desativados antes mesmo do fim do boot ou inicialização do kernel, sob
pena de não conseguir nem mesmo dar a partida usando um CD-Live ou
DVD-Live, tornando impossível portanto a instalação se não forem
usados.

Este é o caso pelo menos nos modelos que já usei de NoBos
Acer, onde possivelmente consegui bootar direto sem uso de cheatcodes a
partir de CD-Live ou DVD-Live apenas com o Kurumin 7.0, sendo obrigado
em todos os outros casos, ou na maioria deles, a usar alguns dos
cheatcodes disponíveis.

Em resumo, os cheatcodes são normalmente mais necessários ou
mesmo obrigatórios em NoBos porque para usar todas as funcionalidades e
itens de hardware são usados muitos "gatilhos" visando redução de
volume e maior portabilidade, gestão de energia (desempenho e duração
da carga da bateria) etc.

Em desktops com configuração normal, sem itens especiais, isto em geral
não ocorre, pois espaço não é o problema e não operam usando bateria.

Existem casos, como foi a minha primeira experiência com
Linux, em que não consegui encontrar opções de cheatcodes que me
permitissem instalar nenhuma distro pelas vias normais (boot a partir
de CD), exatamente pelas mesmas razões já apresentadas, ou seja, o
objetivo de criar um NoBo extremamente portátil com os periféricos
volumosos externos (drive de disquete, CDROM acoplado via cartão
PCMCIA).

Já contei em outro artigo o trabalho que tive para conseguir instalar a
primeira distro em NoBo a partir de cópia prévia do conteúdo do CD da
distro diretamente na partição do HD onde estava a instalação do
Windows:

Pois bem, encorajado pelo "milagroso" desempenho superior do
Linux, há alguns meses resolvi novamente tentar instalar alguma distro
Linux naquele velho NoBo Sharp Actius A-280 com apenas 64MB de RAM, que era o maior fator limitante, para testes.

Consegui instalar e deixar operando duas distros (Puppy Linux e Vector
Linux) de forma razoável, pelo menos em termos de usos corriqueiros no
meu caso, como processadores de texto, planilhas, bancos de dados,
acesso a Internet e email com banda larga, guardadas às limitações do
hardware (PII-366MHz, 64Mb RAM, HD 8GB).

Apesar da maior familiaridade com o uso de cheatcodes, não
encontrei ainda nenhuma alternativa de cheatcode que me permitisse
ativar no início do boot CDROM acoplado por cartão PCMCIA e carregar os
CDs de instalação de forma direta, sendo necessário fazer novamente a
mesma manobra anterior, instalando a partir de cópia do conteúdo do CD
da distro no HD e com uso de disquete de inicialização (boot).

Alguns cheatcodes usados e configurações pós-instalação

Aqui vão alguns exemplos de utilização do cheatcode correto ou incorreto, solução de um exemplo de problema ocorrido e algumas reconfigurações pós instalação.

Descrição de um problema específico enfrentado em NoBo Acer a título de exemplo:

Na primeira instalação que fiz do sidux-Ouranos (2009-01), usei os cheatcodes que venho usando no caso de outras distros:

irqpoll noapic noacpi

Numa reinstalação, ao invés de digitar diretamente estes mesmos
cheatcodes ignorando uma mensagem de erro que aparece muito rapidamente
na inicialização do kernel, resolvi tentar usar algumas das
alternativas de cheatcode que são oferecidas como itens de menu usando
F1 na primeira tela, na partida do DVD-Live do sidux:

F1 > kernel options (opções de kernel) > ACPI > acpi=off

Após marcar a alternativa "acpi=off", incluí as outras
alternativas que já sabia serem necessárias para bootar e instalar a
distro. Digitei portanto na linha de comando, depois das opções
padrões, os seguintes cheatcodes:

irqpoll noapic

O comando acpi=off não foi necessário digitar, pois havia sido marcado ao usar o F1 > kernel options >ACPI.

A linha de comando de inicialização do kernel depois da inicialização e instalação com sucesso ficou assim:

kernel /boot/vmlinuz-2.6.28-5.slh.3-sidux-686
root=UUID=825b5669-24c9-4dd9-8eba-20fda2d74b7e ro irqpoll noapic
acpi=off quiet vga=791

Consegui instalar normalmente o sidux, como de costume em torno de 6
minutos, pois já tinha as partições preparadas para isto e parti para a
atualização completa do sistema com o script "smxi".

Nas reinicializações durante o processo não notei nada diferente em relação à instalação que tinha anteriormente.

Notei um problema apenas quando fui desligar o NoBo, pois ele
já não fazia o desligamento automático como na instalação anterior,
ficando parado ao final do processo naquela tela preta com a mensagem:

System halted

Era necessário usar o botão liga/desliga para poder apagar o NoBo.

Solução do problema:

A primeira reação foi pensar em postar no fórum do sidux
pedindo ajuda, acreditando tratar-se de um bug ocorrido durante a
atualização do sistema (DU), pois não havia sido notado por mim antes.

Antes disto entretanto resolvi comparar as linhas de comando para o
kernel presentes no arquivo menu.lst (/boot/grub/menu.lst) entre a
cópias da instalação anterior e o menu.lst desta nova reinstalação.

Na instalação anterior a linha de comando do kernel tinha este conteúdo:

kernel /boot/vmlinuz-2.6.28-5.slh.3-sidux-686
root=UUID=e66e6cf9-b219-485c-b51d-5396c702f00e ro irqpoll noapic noacpi
quiet vga=791

Na instalação atual (reinstalação), depois da atualização completa,
onde notei a falha no desligamento automático, a linha de comando
apareceu assim:

kernel /boot/vmlinuz-2.6.29-0.slh.6-sidux-686
root=UUID=825b5669-24c9-4dd9-8eba-20fda2d74b7e ro irqpoll noapic
acpi=off quiet vga=791

Portanto, a diferença estava no uso do cheatcode "acpi=off" no lugar do anteriormente usado noacpi.

Mesmo antes de reeditar o arquivo menu.lst localizado em /boot/grub, reinicializei o NoBo e usei outra das grandes vantagens do Linux
e seu gerenciador de boot, neste caso o GRUB, que é poder alterar as
opções de boot (cheatcodes) ainda na tela inicial do loader, mesmo
antes de editar o arquivo de configuração de boot (/boot/grub/menu.lst)
em forma definitiva, apenas marcando com as setas acima ou abaixo a
opção de sistema ou distro a bootar, usar a tecla TAB para saltar para
a linha de comando e fazer as alterações necessárias, incluindo ou
retirando alguma opção de boot.

Desta forma é possível testar várias alternativas de
cheatcode, a ordem em que são colocadas, para somente depois de testada
a melhor fazer a alteração definitivamente reeditando então o arquivo
/boot/grub/menu.lst.

Com relação a esta combinação de cheatcodes com que tive
sucesso neste NoBo Acer, não encontrei entre as alternativas de
cheatcode do manual do sidux o noapic.

Acredito que estão listados apenas os mais comuns, para não complicar
ou confundir muito a vida dos usuários com excesso de alternativas.

Conclusões sobre a solução deste problema:

Bastou substituir o cheatcode acpi=off por noacpi para
solucionar o problema da falha no desligamento automático deste NoBo
Acer.

Isto também me levou a pesquisar mais, chegando à leitura novamente de uma análise do mestre Morimoto, publicada no site GDH (www.guiadohardware.net)
referente a outro modelo de NoBo Acer, o modelo 5050, onde ele indica
as opções de cheatcode que encontrou como mais eficientes para aquele
modelo (irqpoll noapic pci=biosirq).

Esta análise referida, publicada no GDH, está obviamente muito
completa e rica em detalhes e imagens, podendo servir de guia mesmo
para outros modelos de NoBo e não apenas ao Acer 5050.

Sem estes (cheatcodes) algumas vezes não é possível nem mesmo
inicializar o Live-CD ou Live-DVD. Isto é perfeitamente normal em se
tratando de NoBo, pelas particularidades de projeto dos mesmos.

O uso de cheatcodes por outro lado permite oferecer uma alternativa de
distro com instalação mais genérica, cobrindo um maior número de tipos
de PCs com configurações mais comuns.

Apenas as configurações pouco comuns requerem o uso destes, como no caso dos NoBos mais atuais.

Parte do conteúdo deste artigo foi também postado em wiki.sidux – Cheatcodes_para_alguns_notebooks_da_Acer,
já que tratava de um "problema" ocorrido com aquela distro, que na
verdade não era da distro, porém do "mané" que fica atras do teclado.

Cheatcodes que tem me permitido inicializar distros do tipo Live CD ou DVD em NoBos

Em
todos os casos de distros que testei recentemente, primeiro tenho feito
a tentativa de uso direto sem nenhum cheatcode. Caso não consiga
concluir a inicialização, tento um ou dois cheatcodes que tem permitido
seguir adiante para testar em modo CD ou DVD-Live e posteriormente
instalar a mesma no HD.

Estes cheatcodes são noapic e noacpi.

Posteriormente tento usar outros cheatcodes para tentar
eliminar eventuais mensagens de erro na inicialização ou ativar algum
item de hardware que não foi devidamente ativado.

Mesmo no caso do sidux com versão bem recente de kernel
(2.6.28), foi necessário usar estes mesmos cheatcodes (noapic noacpi)
para ligar o boot e a posterior instalação da distro, desde a primeira
vez.

Alguns exemplos de itens que foram possíveis ativar com reconfiguração posterior a instalação

Ainda
usando o exemplo deste NoBo Acer Aspire 5570z, consegui ativar algumas
das teclas adicionais que permitem o controle de brilho (Fn + seta
direita e esquerda) e controle de volume do som (Fn + seta acima e
abaixo), além de outras que ativam hibernação, bastando para isto
alterar a configuração do teclado em Menu K >> Centro de Controle
>> Regional & Acessibilidade >> Layout do Teclado, onde
depois de testar várias das alternativas escolhi o modelo de teclado –
Acer Laptop habilitando ainda Layout – Brazil, mapa do teclado – br e
variante ABNT2.

Para quem deseja configurar as outras alternativas de tecla do
tipo multimídia ou algumas outras das teclas presentes no caso de NoBo,
basta seguir as instruções detalhadas apresentadas em outro excelente
artigo do mestre Morimoto no link:

Outros itens críticos para quem usa NoBo dos mais recentes e
depende de algumas funcionalidades como o wifi, dependendo da versão do
kernel da distro, vão requerer o a instalação de módulos específicos ou
ativação destes itens a partir do terminal.

No caso deste NoBo Acer, devido ao uso de placa wifi Atheros AR5007EG, foi necessário instalar o módulo madwifi correspondente e fazer uma recompilação do kernel com este módulo.

A única distro em que não foi necessário fazer isto foi o
sidux, cujo kernel da versão 2009-01 (Ouranos) é o 2.6.28 e atualizado
fica com o 2.6.29-4, já que esta placa wifi e vários outros modelos de
placa já tem suporte nativo do Linux a partir da versão 2.6.28.

Comentários finais

Instalando distros Linux em desktops encontrei poucos problemas que eventualmente me obrigassem a usar algum cheatcode para permitir dar a partida com mídia Live (CD ou DVD) e posteriormente fazer a instalação no HD.

Com NoBos entretanto esta tem sido uma prática frequente, não
só no caso dos NoBos Acer como também em alguns modelos Sony e Toshiba,
onde me pediram para experimentar a possibilidade de instalar o Linux.
Isto tem ocorrido principalmente em modelos mais atuais com itens de
hardware de projeto mais recente e onde também existe a presença de
muitas teclas específicas adicionais ao teclado.

Em NetBos (Netbooks), a última febre em termos de hardware
visando uma popularização ainda maior e por consequência maior volume
de vendas de equipamentos novos por preço acessível, particularmente
não me aventuraria a tentar fazer uma instalação. Deixaria aquela
distro que já vem instalada de fábrica, devido as dificuldades ainda
maiores. Ainda bem que muitos já vem com Linux. Apenas mergulharia no
escuro caso o mesmo viesse com algum sabor de Windows instalado.

À medida que o kernel evolui entretanto, a tendencia é de que
isto diminua, pelo menos nesta geração atual de NoBos, até que novos
itens de hardware sejam lançados e precisem de módulos especialmente
desenvolvidos para que eles possam ser ativados e usados.

Pode ocorrer também o caso de já existirem estes módulos,
porém que sejam "proprietários", requerendo reconfigurações
pós-instalação.

Por esta razão o uso de cheatcodes deve seguir sendo necessário, sendo conveniente estar familiarizado com eles.

Estas são as razões pelas quais acredito que a primeira
experiência de instalação de distros Linux não deve ser com NoBos e sim
com PCs.

Além da maior dificuldade no caso de NoBo, ao instalar primeiro em
algum desktop, o candidato a usuário Linux poderá se familiarizar mais
com o processo de instalação em condições mais amigáveis e portanto
menos frustrantes em caso de encontrar problemas como seria de se
esperar com NoBos.

Possivelmente esta seja uma das razões para desistências no
uso do Linux, já que existe muito pouco suporte neste sentido,
principalmente dos fabricantes, obrigando o usuário a mergulhar sozinho
praticamente em vôo cego, a menos que antes de fazer a tentativa tenha
feito alguma pesquisa cobrindo senão exatamente o mesmo modelo de seu
NoBo, pelo menos algum da mesma marca e com configuração parecida.

Sabemos até por experiência própria que este tipo de pesquisa
normalmente não ocorre, portanto instalação de Linux em NoBo
normalmente pode ser como um mergulho no escuro, com todas as
frustrações que seria possível esperar.


http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Instalando-Linux-em-notebooks-uso-de-cheatcodes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s