30 motivos para usar o Linux

Autor: Jefferson Estanislau da Silva <jeffestanislau at hotmail.com>

Introdução

Vou demonstrar neste artigo porque você que é um novo usuário não
deve temer em se aventurar na utilização do Linux. E para os usuários
mais assíduos, vou deixar algumas dicas que podem ser úteis.

Este artigo é para falar das ferramentas do do Linux que vão lhe dar
o conforto durante a sua utilização neste sistema, alguns deles são
idênticos aos do Windows e muitos outros são até melhores.

Instalação

Não há mais mistérios em se instalar um sistema Linux, cada distro tem
algo em particular, mas em seu todo, todos seguem o mesmo princípio. Um
sistema Linux é compatível com várias plataformas de hardware, sendo
necessário apenas você baixar a versão para a qual irá necessitar
trabalhar, isto é: i386, alpha, arm, hppa, hurd-i386, ia64, m68k, mipsel,
mips, powerpc, s390, sh, sparc.

Para maiores detalhes sobre a estrutura do Linux, veja este artigo:

A versão que você irá baixar para instalar em seu computador pessoal será a
x86, ou melhor dizendo, i386, i586 ou i686, que é como ele pode estar sendo
apresentado em mirrors de downloads. Você pode baixar qualquer versão no site
linuxiso.org.

Inicialmente, sempre aconselho novos usuários a pegarem o Mandrake e
recentemente tenho falado muito do Kurumin. O motivo é simples, fácil
de se instalar e reconhece praticamente tudo de cara, a não ser é claro os
famosos winmodens que em alguns casos ainda causam transtornos, mas que tem
perdido a sua preocupação com os scripts de "Ativar Suporte a Softmodems" que
lhe ajudam a reconhecer, localizar e instalar a grande demanda que tem no mercado.

Mas, além disso, acho que o grande avanço do mundo Linux em relação à instalação se
deve por causa do APT (Advanced Packaging Toll – ou – Ferramentas de Empacotamento
Avançado) criado pelo projeto Debian. Não estou dizendo que por causa disso
você só deve usar o Debian, digo que o grande avanço se deve à ele, porque estimulou
outras distros a criarem ferramentas semelhantes para amenizar o trauma de instalação
de novos pacotes no Linux.

Mas o que é o APT

O apt é uma ferramenta que após a instalação do sistema lhe auxilia na instalação,
reinstalação, atualização e remoção de pacotes no Linux. Com ele temos a vantagem de se
quisermos instalar um programa que necessita de dependências (outros pacotes) pra
funcionar corretamente, o próprio apt se encarrega de localizar e instalar pra gente.

No que isso facilita a vida?

Se você baixa um pacote com extensão .tar.gz ou tar.bz2 da net, e é praticamente certo que
ali se encontre os sources do programa, tudo em modo texto, no qual você necessitará compilar
para que ele se torne um programa capaz de executar a sua tarefa. Além disso, você necessitará
antes de compilar, de ferramentas de compactação para fazer a sua descompactação do mesmo,
então na verdade você necessitará de alguns pacotes instalados previamente para que se possa
usufruir desta ferramenta.

Você necessitará então de:
Ferramentas de compactação tipo – tar, bzip e etc. No qual executará os comandos como:

# tar -xvfz pacote.tar.gz
# bunzip2 pacote.tar.bz2

Ferramentas de compilação – make, gcc e etc. No qual executará comandos tipo:

# ./configure
# make
# make install

Se você baixa pacotes com extensão .rpm ou .deb, você terá de usar as ferramentas adequadas
para fazer a sua instalação, no qual pode ficar preso nas dependências que possivelmente
não estarão instaladas, desta forma terá que localizar seus pacotes e ir instalando até que
tudo se resolva.

Comandos que geralmente teria que usar:

# rpm -ivh pacote.rpm
# dpkg -i pacote.deb

…e a cada nova solicitação de dependência, você teria que localizar seu pacote e instalar
antes de tentar novamente.

Mas como disse, o APT veio revolucionar a instalação de novos pacotes, e estimulou outras
distros a utilizarem seus recursos ou criar similares. Com por exemplo:

A Conectiva Linux já utiliza o APT há um bom tempo, para não entrar muito em detalhes,
veja este artigo do Cabelo:

O SuSE também tem a habilidade de ser auxiliado em suas instalações com o APT, veja o
artigo do Faiper:

O Slackware por sua vez, fez um clone do APT com a ferramenta SLAPT-GET, veja o artigo do
Lordello:

O Red Hat por sua vez, ao abandonar seu projeto e dar vez ao Fedora Core, fez seu clone
do APT com o YUM, veja o artigo do Oki:

Veja quantos motivos para não dizer nunca mais que a instalação de um programa no Linux é difícil.

Como usuário do Debian, vou demonstrar como é fácil saber se o programa que você deseja
instalar já está disponível em algum mirror para que seja feita facilmente a instalação via apt.

Ah, para ressaltar ainda mais o uso do apt, veja esta dica que postei há um tempo atrás:

Localizando mirrors

Quando fico sabendo de um novo programa e penso em testá-lo, primeiro tento buscar
informações sobre ele no shell com o comando:

# apt-cache search nome

Se não for listado nada, recorro ao site do apt (www.apt-get.org).

Ao ser aberto o site, clico na opção: Search for a package
E no campo: Enter a package name or regular expression digito o nome do programa que desejo buscas.

Para vocês entenderem, digitei o seguinte nome neste campo: GKRELLM, que é um painel que
monitora as condições de seu sistema, como CPU, Processador, Discos e etc…

Bastando agora você copiar a linha do mirror de onde você poderá baixar
os arquivos para esta instalação para o arquivo /etc/apt/sources.list, tipo:

# vim /etc/apt/sources.list

deb http://trang.dorms.spbu.ru/debian-local/ sid/

OBS: Você pode usar qualquer editor para fazer isto, mas se quiser aprender a mexer com o Vim,
de uma olhada neste link:

Após isso, salve o arquivo e rode o comando abaixo para atualizar a lista:

# apt-get update

E para instalar o gkrellm, digite o comando a seguir:

# apt-get install gkrellm

Mais detalhes de como deixar seu Debian perfeito, acesse este link:

Ambiente gráfico

Outra coisa que geralmente vejo as pessoas se queixando é sobre o ambiente do Linux.
"Poxa! O Linux não tem um ambiente amigável como o Windows!". Dá pra acreditar nisso!?! 🙂

Caros amigos, os ambientes… perceberam, "os ambientes" do Linux (pois temos diversos
ambientes gráficos para uso) dão de 10 a zero no modesto Windows.

A nossa vantagem é que podemos escolher o ambiente de acordo com a nossa necessidade,
recursos de hardware e preferência de inovação mesmo.

Seus nomes são:

  • Blackbox
  • Blanes
  • Enlightenment
  • Fluxbox
  • Gnome
  • IceWM
  • KDE
  • QVWM
  • TWM
  • WindowMaker
  • Xfce
  • XFWM

Se esqueci de algum, me desculpem, mas a inovação é tão grande que a cada momento pode
surgir um novo ambiente…

Vou falar apenas de alguns, dos quais estou mais habituado a trabalhar.

WindowMaker

É um dos preferidos da galera da programação. Por ser um ambiente muito leve, é ótimo
para se trabalhar e testar os projetos durante o desenvolvimento. Atualmente estou
utilizando-o para o desenvolvimento de minhas atividades.

A primeira vista parece ser um desktop vazio, sem atrativos, mas é só adicionar temas e
ver a agilidade em seu uso, que todos acabam gostando dele.

Para instalar, use o comando:

# apt-get install wmaker wmakerconf wmakerconf-data

Blackbox

Segue o mesmo padrão do WindowMaker. É um dos aconselháveis para uso em máquinas
mais antigas, por ser leve e ocupar poucos recursos, dará um melhor aproveitamento
do ambiente gráfico nestas máquinas, fazendo assim com que o usuário iniciante não
perca o estímulo pelo uso do Linux.

Gosto de suas peculiaridades em relação às suas janelas, como ativá-las apenas
posicionando o mouse sobre elas e de minimizar seu tamanho deixando a barra de
título em sua posição atual.

Para instalar, use o comando:

# apt-get install blackbox

KDE

É um dos carros chefes do Linux quando se fala em ambiente gráfico, numa instalação
padrão, geralmente é ele que será instalado.

Sua vantagem, e é o que faz ele ser um ambiente pesado para certas máquinas, é que
ele já adiciona diversos aplicativos e recursos para o uso do sistema, sem dúvida
alguma dá de 10 a zero em uma máquina com o Windows, sem falar na grande demanda
de themes que podemos pegar na net e tornar o seu visual muito atrativo.

Quando quero fazer com que alguém se encante com a aparência do Linux,
é este ambiente que mostro…

Para instalar, use o comando:

# apt-get install kde kde-i18n-ptbr

Gnome

Outro ambiente que é um dos carros chefes do Linux, mas este, é menos
pesado do que o KDE e também possui uma diversidade grande de recursos
presentes em sua instalação padrão. Tem uma enorme legião de fãs pelo
mundo afora. Quem nunca viu a marca do pezinho associado ao Linux?
Difícil não ter visto!

Estou fascinado com esta versão 2.6, muito boa mesmo…

Para instalar, use o comando:

# apt-get install gnome

Para conhecer mais sobre o visual de cada ambiente gráfico, de uma
olhada na sessão screenshots do Viva o Linux.

Aplicativos

Outro ponto que era considerado empecilho para novos adeptos ao Linux, eram
os softwares e aplicativos, mas hoje já não se pode utilizar isto como
barreira ou desculpa. É claro que se você fizer uma classificação, veremos
que existem áreas em que somos mais ou menos providos em relação a recursos,
mas mesmo assim, temos uma demanda enorme de produtos para utilizar.

Vamos a alguns que podem ser destaque, começaremos por aplicações que são
comumente usadas no Windows:

OpenOffice

Não deixa nada a desejar para o pacote Office da Microsoft, é claro que para
um usuário acostumado com o Windows, há de se fazer uma certa adaptação para
encontrar e utilizar os mesmo recursos que, em alguns casos, estão em localidades
e com nomes diferentes, mas nada que atrapalhe.

Para instalar, use os comandos abaixo:

Instalar compatibilidade com fontes TrueType:

# apt-get install ttf-freefont

Instalar o OpenOffice e o dicionário em português:

#apt-get install openoffice.org-l10n-pt-br myspell-pt-br

OBS: Maiores informações você encontra no projeto OpenOffice:

http://www.openoffice.org.br,
que é a versão brasileira do site.

Rekall

Um dos problemas ou diferenças encontradas no OpenOffice em relação ao Office da
Microsoft, é que o Access não é semelhante e nem muito atrativo, mas nada que
devemos nos preocupar, pois temos o Rekall.

O Rekall Revealed é uma ferramenta que lembra muito o MS Access, com ele é
possível fazer além da criação de sua base de dados, o uso de tabelas, formulários,
extração de relatórios e um ambiente gráfico para interação.

Até o presente momento, não havia mirrors para instalação via apt, por isso
você deve baixar seus sources do site oficial.

Maiores informações você pode encontrar no seguinte endereço:
http://www.rekallrevealed.org/

Sodipodi

Este é o nosso software para os adeptos do Corel Draw. A princípio pode ter um
visual diferente, mas após se acostumar a utilizar suas ferramentas, você poderá
perceber que ele é muito amigável e o que é melhor, possui uma qualidade de definição
em seus desenhos vetoriais que podem ser comparadas ou até deixar o Corel de lado,
mais aí é com vocês… hehehe

Para instalar, use o comando:

# apt-get install sodipodi

Maiores informações você pode encontrar no seguinte endereço:
http://sodipodi.sourceforge.net

Gimp

Presente há muito tempo na instalação padrão da maioria das distros, é um software
que tem muito valor. Seria o nosso rival para o Photoshop. Este é um excelente
software para criação de imagens que usam o padrão pixels. Se você pesquisar na net,
verá que a maioria dos desenhos que encontramos nos sites relacionados a Linux
foram feitos nele.

Acrescente estas linhas em seu sources.list:

deb http://mars.iti.pk.edu.pl/~jakub/dist/sarge ./

Para instalar, use os comandos:

# apt-get update
# apt-get install gimp

Maiores informações você pode encontrar no seguinte endereço:
http://www.gimp.org

F4lm

O F4lm é um Flash for Linux… isto mesmo! Este é um projeto recente,
iniciado em Julho de 2003 às custas de uma competição entre universidades,
mas que já demonstra uma boa perspectiva de trabalho ao usar seus recursos.

Acrescente estas linhas em seu sources.list:

deb http://debian.penree.com binary/

Para instalar, use os comandos:

# apt-get update
# apt-get install f4lm

Maiores informações você pode encontrar no seguinte endereço:
http://f4l.sourceforge.net/

Scribus

O Scribus seria um equivalente ao Corel Ventura, Quark Xpress, PageMaker e
InDesign. Oferece para os usuários Unix e Linux, um ambiente versátil com
disposição de páginas amigáveis para o desenvolvimento de seu trabalho.
Suporta os formatos gráficos certificados como, .eps, .tiff, .jpeg, .jpg,
.png, .xpm, além de se poder criar seus desenhos vetoriais.

Ele possui bibliotecas que lhe permitem exportar seus trabalhos para os
formatos Postscripte PDF e SVG.

Para instalar, use o comando:

# apt-get install scribus

Maiores informações você pode encontrar no seguinte endereço:
http://www.scribus.org.uk/

Sylpheed

O Sylpheed é um cliente de e-mails bem leve, que ocupa cerca de 3MB no
disco, poderíamos compará-lo ao Outlook Express. Seu uso é bem simples,
pois sua finalidade é ser um eficiente software para apenas receber
e enviar e-mails.

OBS: Não se assuste com o screenshot oficial que está em japonês!!!

Para instalar, use o comando:

# apt-get install sylpheed

Maiores informações você pode encontrar no seguinte endereço:
http://sylpheed.good-day.net/index.cgi.en

Evolution

O Ximian Evolution é um completo software para gerenciamento de
emails, ele pode ser considerado hoje um dos carros chefes do Linux para
se opor ao Microsoft Exchange e Lotus Notes.

Além do gerenciamento de emails, ele agrega os serviços de Sumário, Calendário,
Notas e Contatos. Sem contar que você pode transferir com segurança seus dados
que estão no Exchange e Lotus.

Para instalar, use o comando:

# apt-get install evolution

Maiores informações você pode encontrar no seguinte endereço:
http://ximian.com/products/evolution/

Diversão e lazer

Temos muitas opções para a diversão e lazer dentro do Linux, veja algumas delas:

Licq

O licq é um tradicional software de ICQ do Linux, com ele você pode se
comunicar com diversas pessoas pelo mundo a fora, tudo com a maior comodidade
e com um visual muito atrativo.

Para instalar, use o comando:

# apt-get install licq

Maiores informações você pode encontrar no seguinte endereço:
http://www.licq.org/

SIM – Simple Instant Messenger

Este é um software de mensagens que tem realmente se mostrado muito bom.
Leve e de fácil utilização tem seu destaque ao apresentar a entrada de
um contato ou uma mensagem enviada com uma frase na cor verde no canto
inferior esquerdo da tela, de maneira suave e sem incomodar, o que é
muito importante…

Ele sustenta os protocolos do ICQ, MSN, AIM.

Para instalar, use o comando:

# apt-get install sim

Maiores informações você pode encontrar no seguinte endereço:
http://sim-icq.sourceforge.net

Amsn

Outro utilitário de mensagens eletrônicas, podendo se dizer verdadeiramente
um clone do Messenger da Microsoft, sendo que totalmente personalizado
para o nosso pingüim…, é o AMSN.

Sua única desvantagem em relação ao Windows, é que com ele não é possível
conversar por voz e vídeo. Isto até a versão 0.90 no qual estou me baseando para
escrever este artigo, mas não duvido que em pouco tempo, isto já terá sido contornado.

Para instalar, use o comando:

# apt-get install amsn

Maiores informações você pode encontrar no seguinte endereço:
http://amsn.sourceforge.net

GnomeMeeting

Para contornar este problema de conversar de audio e vídeo, temos o GnomeMeeting,
que podemos dizer ser um clone do Netmeeting do Windows. Muito útil para se fazer
teleconferências, podendo ser um bom aliado em demonstrações de produtos à distância.

Acrescente estas linhas em seu sources.list:

deb http://snapshots.seconix.com/debian/ sid main
deb-src http://snapshots.seconix.com/debian/ sid main

Para instalar, use os comandos:

# apt-get update
# apt-get install gnomemeeting

Maiores informações você pode encontrar no seguinte endereço:
http://www.gnomemeeting.org

VLC – VideoLAN Client

Tá afim de assistir um filme no Linux, um DVD, por exemplo… então
essa é uma boa pedida para você. O VLC é um reprodutor multimídia que
suporta vários formatos. Poderíamos compará-lo ao Windows Media Player,
mas ele é bem superior neste sentido, suportando os formatos MPEG-1,
MPEG-2 e MPEG-4, arquivos DivX, DVDs e VCDs, etc…

Acrescente estas linhas em seu sources.list:

deb http://download.videolan.org/pub/videolan/debian sid main
deb-src http://download.videolan.org/pub/videolan/debian sid main

Para instalar digite os comandos:

# apt-get update
# apt-get install wxvlc libdvdcss2

Para maiores informações, visite o site:
http://www.videolan.org

XMMS

Este é o mais popular software para reprodução de arquivos de audio
no Linux. Simples e prático de usar, suporta praticamente todos os
formatos como mp3, wav e etc. Outra opção para não deixar passar despercebido.

Para instalar:

# apt-get install xmms xmms-cdread xmms-fmradio

Para maiores informações, visite o site:
http://www.xmms.org

Desenvolvimento

Vamos ver agora algumas das melhores ferramentas para o desenvolvimento de
programas ou tarefas que lhes vão ser úteis em seu dia-a-dia de trabalho ou mesmo sustento.

Apache – PHP – MySQL

Este trio já tem muita história pra contar…

O Apache é o servidor WEB mais utilizado do mundo, dispensa apresentações,
mas nunca é demais citá-lo… Para usuário do Windows IIS, xiiii… deixa pra lá…

Para maiores informações sobre o Apache, visite o site:
http://www.apache.org/

O PHP é outro que já fez muito por este mundo a fora, utilizado para o
desenvolvimento de páginas dinâmicas, é uma poderosa ferramenta para criação de
sites de internet e intranets.

Para maiores informações sobre o PHP, visite o site:
http://www.php.net/

MySQL, pra não deixar por menos, é um dos grandes avanços em relação a
bancos de dados voltados para o meio web, poderoso e consistente não deixa nada
a desejar em relação a outros do mercado.

Para maiores informações sobre MySQL, visite o site:
http://www.mysql.com/

Para fazer a instalação do conjunto completo (Apache, PHP e Mysql), use o comando
abaixo:

# apt-get install apache php4-mysql php4-gd mysq-server mysql-client

OBS: O ambiente Apache, PHP e MySQL é chamado de L.A.M.P. entre os desenvolvedores
web. L.A.M.P. vem de Linux, Apache, Mysql and PHP.

Kylix

Para os adeptos da programação em Delphi, o seu irmão Kylix taí para contemplá-los
com as vantagens que o Linux lhe dá, ser um sistema consistente e seguro.

Se a sua preocupação seria esta, você já pode pegar o Linux e continuar
desenvolvendo seus projetos com o mesmo ambiente que você já estava acostumado.

Acrescente esta linha em seu sources.list:

deb http://cloxten.sourceforge.net/apt/cloxten/latest/Debian/woody ./

Para instalar, use estes comandos:

# apt-get update
# apt-get install kylix-libqt

Para maiores informações, visite o site:
http://www.borland.com/kylix/

Hbasic

Outro forte candidato a obter novos adeptos para o mundo Linux em se
tratando de programação. Para os apaixonados pelo Visual Basic, está aí o
Hbasic para mostrar que o Linux tem de tudo e não tá prosa… hehehe

Como não temos pacote dele para o Debian, vamos ter que baixar seu source
e compilar ele pra fazer a instalação.

Para download, clique no link abaixo e salve no diretório /usr/src:
http://umn.dl.sourceforge.net/sourceforge/hbasic/HBasic-0.9.9_i.tar.gz

Agora vamos descompactar o pacote:

# tar -xvzf HBasic-0.9.9_i.tar.gz

Entre no diretório e use os seguintes comandos:

# cd HBasic-0.9.9i
# ./configure
# make
# make install

Para maiores informações, visite o site:
http://hbasic.sourceforge.net/

DBDesigner

"Editor visual para criação de banco de dados mySQL que integra criação,
modelagem, desenvolvimento e manutenção dos bancos em um ambiente simples e
agradável. Comparável com produtos como Oracle’s Designer, IBM’s Relational
Rose, CA Erwin. O DBDesigner é OpenSource distribuído sobre a licença GPL.
Simplesmente um MUST HAVE para desenvolvedores e DBA’s em geral!"

Acho que não preciso falar mais nada, né!

Ainda não temos pacote dele para Debian, mas podemos baixar seu binário e executar o programa.

Para fazer o download, clique no link abaixo e salve no diretório /usr/src/:
http://stud4.tuwien.ac.at/~e9327434/downloads/DBDesigner4.0.5.4.tar.gz

Vamos descompactar o pacote:

# tar -xvzf DBDesigner4.0.5.4.tar.gz

Entre no diretório e use o seguinte comando para já executar o programa:

# cd DBDesigner4
# ./startdbd

Para maiores informações, visite o site:
http://www.fabforce.net/dbdesigner4/

ArgoUML

Mais uma boa pedida para os desenvolvedores. Para aqueles que são adeptos do

Rational Rose, ferramenta Case para Windows, o ArgoUML tá aí pra mostrar seu valor,
sendo uma ferramenta para modelagem que ajuda você a construir seus projetos usando as técnicas da UML.

Acrescente esta linha em seu sources.list:

deb http://http.us.debian.org/debian/ ../project/experimental main contrib non-free

Para instalar, use os comandos:

# apt-get update
# apt-get install argouml

Para maiores informações, visite o site:
http://argouml.tigris.org/

Segurança

A segurança hoje é o ponto fundamental de qualquer sistema, principalmente em
máquinas interligadas por redes, onde o simples tráfego de informação já se
torna um risco para a empresa, mesmo sendo apenas dentro de seu ambiente de
trabalho. Veja abaixo algumas ferramentas para sanar estas preocupações:

Nmap Front End

O Nmap é uma excelente ferramenta para se testar vulnerabilidades de uma
rede, com ela é possível fazer a verificação das portas das máquinas em uma
rede, examinando cada brecha aberta que poderia ser um local de invasão.
Sua versão front end se torna um atrativo para aqueles que não estão
acostumados com sua estrutura de linha de comando. Está é uma ótima opção
para testes de segurança.

Para instalar, use o comando:

# apt-get install nmapfe

Para maiores informações, visite o site:
http://www.insecure.org/nmap/

FwBuilder

Toda rede que se preze, precisa de um firewall! E está é uma excelente ferramenta
que irá lhe ajudar a criar as definições de segurança.

Para os usuários do kernel 2.4 que já estão acostumados a usar o iptables,
esta ferramenta vem complementar o trabalho, tornando a criação das regras uma
tarefa simples e com uma vantagem, ao criar grupos diferentes que possam utilizar
de regras parecidas, você pode usar o mouse para clicar e arrastar, transportando
estas definições para outros grupos, tudo isso em um ambiente bem amigável.

Para instalar, use o comando:

# apt-get install fwbuilder-iptables

Para maiores informações, visite o site:
http://www.fwbuilder.org/

Squid

Precisa de um proxy para determinar o que seus usuário poderão ver ou não ao
utilizar a internet de sua rede? Então está é a ferramenta que você está precisando.

O Squid é uma das melhores ferramentas de proxy do mercado, com ele
e possível criar diferentes regras para diferentes usuários, de maneira a preservar
a liberdade de uns e privar determinados usuários de acessarem páginas ou serviços
específicos.

Sarg

O SARG seria um acessório para o Squid. Ele é uma ferramenta que faz uma análise
das tentativas de acesso e acessos propriamente dito. Com estas informações ele cria
um relatório.

Estas duas ferramentas são uma forte aliada para manter o controle do que está
acontecendo em sua rede…

Para instalar as duas ferramentas, use o comando:

# apt-get install squid sarg

Para maiores informações sobre o Squid, visite o site:
http://www.squid-cache.org/

Para maiores informações sobre o SARG, visite o site:
http://sarg.sourceforge.net/

Para aprender a configurar estas ferramentas visite os links abaixo:

IDS Snort

Um IDS (Intrusion Detection System) é uma ferramenta que analisa o
tráfego da rede e registra tentativas de invasão. Com ele é possível
se estudar os métodos utilizados por estes "propensos invasores" e
com base nestes relatórios, criar novas regras de segurança.

Para este tipo de serviço o Snort é a ferramenta mais
utilizada atualmente em servidores espalhados pela internet. Além de seu uso em Linux, está disponível também para Windows, podendo
ser baixado em suas duas versões em seu site.

Acrescente esta linha em seu sources.list:

deb http://people.debian.org/~ssmeenk/snort-stable-i386/ ./

Para instalar, use o comando:

# apt-get install snort

Ao invés de tentar instalar pelo comando apt-get, aconselho a
dar uma lida neste artigo que ensina a configurar o Snort:

Para maiores informações, visite o site:
http://www.snort.org

Conclusão

Creio que após lerem este artigo estão percebendo que não há mais desculpas
para dizer que você não vai usar o Linux, seja por incompatibilidade de hardwares
ou por falta de programas adequados para o dia a dia de trabalho.

Quero deixar claro que neste artigo tento demonstrar que o mundo Linux está bem
diversificado e que do usuário mais leigo "que só quer se divertir" ao profissional
"que necessita da máquina para trabalhar", pode se sentir tranqüilo, pois o Linux
possui toda a estrutura para confortar o seu desejo de utilização deste magnífico
sistema, que tem como seu símbolo uma criatura de sangue gelado "o pingüim", mais
que agrega uma comunidade afetiva e pronta a ajudar um futuro amigo que está
prestes a iniciar nesta fantástica caminhada de conhecimento tecnológico.

Minha dica é para que busquem, pesquisem e procurem saber mais sobre o Linux, pois
a cada dia pode estar surgindo uma inovação para melhorar o sistema…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s