10 questões sem resposta sobre o iPhone no Brasil

Henrique Martin, editor-assistente da Macworld Brasil

A aprovação da Anatel para venda do iPhone 3G no Brasil só aumenta as dúvidas sobre a chegada do aparelho às lojas.

O iPhone 3G finalmente foi homologado pela Anatel, dois meses depois de seu anúncio oficial.
Só que apesar de aprovado para vendas no mercado brasileiro, ainda
restam muitas dúvidas sobre como o telefone será comercializado. A Macworld Brasil levantou dez questões ainda sem resposta sobre o aparelho no Brasil.

1) Data de lançamento

O Brasil aparece no site da Apple como um dos países a receber o iPhone 3G
"em breve", mas até agora o pais não foi citado por nenhuma operadora
como participante dos 20 países com iPhone lançado em 22 de agosto. A
Telefônica, dona da Vivo, disse que vai vender em 8 países da América
Latina (Argentina, Chile, Colômbia, Equador, El Salvador, Guatemala,
Peru e Uruguai) a partir de agosto. A América Móvil, controladora da
Claro, também inclui Honduras e Paraguai na lista. Então, quando chega?

2) Qual aparelho vem?
O modelo homologado pela Anatel é o iPhone de 8 GB. Cadê a versão de 16 GB e a versão em branco do telefone?

3) Preço
Mesmo os países latino-americanos não tiveram o
preço divulgado para a venda do iPhone 3G ainda. Não falar sobre o tema
parece ser a estratégia das operadoras para aumentar a ansiedade do
consumidor e evitar que o concorrente copie seu tema.

4) Desbloqueio
As regras da Anatel
dizem que os aparelhos celulares têm de ser vendidos desbloqueados,
podendo a operadora exigir no máximo 1 ano de fidelidade. A Apple vai
brigar com a Anatel e tentar barrar a venda de aparelho desbloqueados?
Ou será que ela tem uma estratégia de venda de aparelhos sem bloqueio
em seus planos, independente de operadora?

5) Aplicativos e serviços
A Claro já tem sua rede 3G em
pleno funcionamento pelo Brasil, assim como a TIM. Só a Vivo ainda não
anunciou seus planos de redes 3G – espero que isso seja feito de
maneira simultânea ao iPhone 3G. Só que o iPhone tem recursos como o
visual voicemail, que é customizado pela operadora. Como isso vai
funcionar? As operadoras já estão prontas para o software do iPhone?

6) Assistência técnica
O calcanhar de Aquiles da Apple no
Brasil é a assistência técnica de produtos  – donos de iPods quebrados
que o digam a dor de cabeça para consertar ou trocar o produto. Fica a
questão: apesar da venda pelas operadoras, será a Apple responsável
pelo serviço de apoio ao comprador? Ou será mais um abacaxi nas mãos
das operadoras, que terão de enviar o produto aos Estados Unidos para
troca? Potenciais compradores de iPhone, preparem-se.

7) Ainda as operadoras
O iPhone 3G vai ser, com certeza,
o produto de consumo do Natal, apesar de apostarmos no início das
vendas do produto já em setembro. Claro e Vivo
são listadas como operadoras oficiais no site da Apple, e a TIM só diz
que "negocia" com a Apple a venda do aparelho. Mais alguma operadora
vai entrar nessa disputa? E a rede da Vivo, Claro e TIM estarão prontas
para agüentar um maior volume de tráfego de dados causado pelo iPhone
3G?

8) Donos de iPhone original
Quem comprou um telefone da
Apple e desbloqueou o aparelho – ainda que de forma ilegal – já quebrou
o contrato de serviço com a Apple. Como as operadoras pretendem lidar
com esse cliente que já tem um iPhone e quer um dispositivo 3G? A Apple
pretende dar algum suporte oficial aos donos de iPhone primeira geração?

9) App Store
Já presente no Brasil, a loja de aplicativos para iPhone é uma versão
limitada da loja norte-americana. A Apple pretende continuar com essa
política ou vai negociar com os desenvolvedores (principalmente os de
games) a venda mundial dos programas?

10) Frequência do aparelho
A Apple não diz qual é a
frequência do iPhone 3G. Apesar de ser uma informação técnica e que não
interessa à maioria dos consumidores, ela pode afetar a região onde o
aparelho será vendido, já que as operadoras muitas vezes operam com
mais de uma frequência em 3G naquela área (A Claro, por exemplo, opera
redes 850 MHz e 2.100 MHz em São Paulo). Segundo o documento de homologação da Anatel dá a entender, o iPhone 3G funciona em frequências de 850 e 1950 MHz.

As questões estão no ar. Faltam as respostas da Apple e das operadoras.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s