Saiba como instalar os plug-ins Flash e Java no Ubuntu Linux

Nando Rodrigues, editor da PC World

Componentes são importantes para a realização de tarefas comuns, como internet banking; veja como adicioná-los ao Firefox.

ubuntu_flashjava_150Um
dos problemas mais comuns para quem usa Linux, seja na pequena empresa
ou em casa, diz respeito a problemas de visualização e execução de
aplicativos em Flash e Java no Firefox.

Por conta disso, a realização de tarefas corriqueiras – como o
acesso ao internet banking – fica prejudicada. Segundo Cristiano Meira
Magalhães, especialista em Linux, resolver o problema não é difícil,
mas exige atenção.

Confira as dicas de Magalhães (os passos a seguir têm como base a distribuição mais recente do Ubuntu).

Sistemas de 32 bits

A primeira coisa a fazer é instalar os pacotes flashpluginnonfree e
sun-java6-plugin no Ubuntu. Pode-se fazer isso via linha de comando ou
no ambiente gráfico.

No primeiro caso, é preciso configurar manualmente os repositórios autorizados que serão acessados pelo sistema operacional.

Para isso, habilite em seu /etc/apt/sources.list (é aqui que o Linux
sabe que aplicativos buscar no repositório) as linhas referentes aos
repositórios main, universe e multiverse. Eis um exemplo de um arquivo
sources.list padrão que pode ser utilizado:

$ sudo gedit /etc/apt/sources.list
# Gutsy
deb http://us.archive.ubuntu.com/ubuntu/ gutsy main
restricted universe multiverse
deb-src http://us.archive.ubuntu.com/ubuntu/ gutsy
main restricted universe multiverse
# Gutsy-Updates
deb http://us.archive.ubuntu.com/ubuntu/ gutsy-updates
main restricted universe multiverse
deb-src http://us.archive.ubuntu.com/ubuntu/ gutsyupdates
main restricted universe multiverse
# Gutsy-Security
deb http://us.archive.ubuntu.com/ubuntu/ gutsy-security
main restricted universe multiverse
deb-src http://us.archive.ubuntu.com/ubuntu/ gutsysecurity
main restricted universe multiverse

Salve e saia do editor.

Atualize a lista de pacotes do sistema e instale os respectivos do flash e java:

$ sudo aptitude update
$ sudo aptitude install fl ashplugin-nonfree
$ sudo aptitude install sun-java6-plugin

Obs.: Os símbolos $ e # não devem ser digitados. São apenas
representações do shell para o usuário comum e root, respectivamente.

flashjava1

Para fazer o mesmo no ambiente gráfico, é necessário carregar o
gerenciador de pacotes Synaptic (imagem acima). No menu do Gnome,
selecione Sistema, Administração, Gerenciador de Pacotes Synaptic.

No menu do gerenciador, selecione Configurações, Repositórios.
Assegure-se de que as opções Programa de Código Aberto mantido pela
Canonical (main), Programa de Código Aberto mantido pela Comunidade
(universe) e Software restrito por copyright ou problemas legais
(multiverse) estejam selecionadas (veja a imagem abaixo).

flashjava2

Após a atualização da lista de aplicativos disponíveis, localize e
selecione os pacotes flashplugin-nonfree e sun-jave6-plugin. Depois,
selecione Aplicar na barra de ferramentas e siga as instruções do
gerenciador.

Verifique se o arquivo libjavaplugin.so existe no diretório
/usr/lib/firefox/plugins. Caso não o localize, digite, na linha de
comando:

$ sudo ln -s /usr/lib/jvm/java-6-sun/jre/plugin/i386/ns7/libjavaplugin.so/usr/lib/firefox/plugins/libjavaplugin.so

Sistemas de 64 bits
Magalhães explica que os plug-ins Java e Flash para Firefox – até agora
– só estão disponíveis em versões 32 bits. Mas há um artifício que
consiste em instalar na distribuição 64 bits, utilizando o aplicativo
chroot, todos os arquivos básicos de uma distribuição de 32 bits.

Na prática, o usuário deve instalar dentro do Linux de 64 bits um
ambiente de 32 bits básico e, neste, baixar e instalar os aplicativos e
plug-ins necessários. A primeira coisa a fazer é instalar o dchroot,
criar uma pasta onde o Ubuntu 32 bits (por exemplo: gutsy32) será
instalado, informando isso ao aplicativo, e baixar a versão básica do
sistema operacional. Na linha de comando, digite:

$ sudo aptitude install dchroot debootstrap
$ sudo mkdir /opt/chroot
$ sudo mkdir /opt/chroot/gutsy32
$ sudo gedit /etc/dchroot.conf
gutsy32 /opt/chroot/gutsy32

Salve e saia do editor.

$ sudo debootstrap –arch i386 gutsy /opt/chroot/
gutsy32/ http://archive.ubuntu.com/ubuntu
$ sudo gedit /opt/chroot/gutsy32/etc/apt/sources.list
deb http://archive.ubuntu.com/ubuntu gutsy main restricted
deb http://archive.ubuntu.com/ubuntu gutsy-updates main restricted
deb http://archive.ubuntu.com/ubuntu gutsy main universe
deb http://archive.ubuntu.com/ubuntu gutsy main multiverse
deb http://security.ubuntu.com/ubuntu gutsy-security main restricted
deb http://security.ubuntu.com/ubuntu gutsy-security main universe
deb http://security.ubuntu.com/ubuntu gutsy-security main multiverse

Salve e saia do editor.

flashjava3

Deve-se, agora, adicionar uma linha no arquivo local, mas isso precisa ser feito com um outro editor, o vim (imagem acima).

Na linha de comando, digite:

$ sudo vim /opt/chroot/gutsy32/var/lib/locales/
supported.d/local

Com o editor aberto, digite a letra "i" e a seguinte linha:

pt_BR.UTF-8 UTF-8

Para salvar, pressione a tecla Esc, digite :w e pressione Enter. Para sair do editor, digite :q e depois tecle Enter.

Os próximos comandos vão realizar o login dentro do sistema de 32
bits, atualizar a lista de pacotes de aplicativos, copiar arquivos e
habilitar o novo "sistema" a ter acesso a arquivos da plataforma de 64
bits:

$ sudo chroot /opt/chroot/gutsy32
# locale-gen
# dpkg-reconfigure locales
# aptitude update
# aptitude safe-upgrade
# exit
$ sudo cp /etc/passwd /opt/chroot/gutsy32/etc/
$ sudo cp /etc/shadow /opt/chroot/gutsy32/etc/
$ sudo cp /etc/group /opt/chroot/gutsy32/etc/
$ sudo cp /etc/sudoers /opt/chroot/gutsy32/etc/
$ sudo cp /etc/hosts /opt/chroot/gutsy32/etc/
$ sudo gedit /etc/fstab
/home /opt/chroot/gutsy32/home none bind 0 0
/tmp /opt/chroot/gutsy32/tmp none bind 0 0
/dev /opt/chroot/gutsy32/dev none bind 0 0
/proc /opt/chroot/gutsy32/proc proc defaults 0 0
/media/cdrom0 /opt/chroot/gutsy32/media/cdrom0
none bind 0 0
/usr/share/fonts /opt/chroot/gutsy32/usr/share/fonts
none bind 0 0
$ sudo mkdir /opt/chroot/gutsy32/media/cdrom0
$ sudo mount -a
$ sudo gedit /usr/local/bin/do_dchroot
#!/bin/sh
/usr/bin/dchroot -d "`echo $0 | sed ‘s|^.*/||’` $*"

Salve e saia do editor.

$ sudo chmod 755 /usr/local/bin/do_dchroot

Uma vez que o sistema de 32 bits foi ‘instalado’ é preciso instalar
o Firefox nesse ambiente, os plug-ins (Flash e Java) e criar um atalho
(firefox32, neste exemplo). Veja como fazer isso:

$ dchroot -d
# ln -s /usr/lib/libesd.so.0 /usr/lib/libesd.so.1
# aptitude install firefox
# aptitude install flashplugin-nonfree

No Ubuntu Gutsy existe um bug no pacote flashpluginnonfree que pode
não instalar o plug-in. Caso esse erro ocorra, exige-se uma pequena
intervenção manual:

# cd /var/cache/flashplugin-nonfree
# tar -xzf install_flash_player_9_linux.tar.gz
# sudo cp install_flash_player_9_linux/libfl ashplayer.so
/usr/lib/fi refox/plugins/

Para instalar o java e finalizar o processo:

# aptitude install sun-java6-plugin
# ln -s /usr/lib/jvm/java-6-sun/jre/plugin/i386/ns7/
libjavaplugin.so/usr/lib/fi refox/plugins/libjavaplugin.so
# aptitude install cupsys-bsd
# sudo aptitude install mozilla-fi refox-locale-pt-br
# vim ~/scripts/prg/fi refox32.sh
#!/bin/bash
firefox -P "Firefox32Bits"
# ln -s ~/scripts/prg/firefox32.sh /usr/bin/firefox32
# exit
$ sudo ln -s /usr/local/bin/do_dchroot /usr/local/bin/firefox32

Execute o gerenciador de profiles do Firefox e crie um profile chamado "Firefox32Bits":

$ firefox32 -ProfileManager

Execute seu firefox 32 bits com Java e Flash habilitados, dentro do seu sistema 64 bits:

$ firefox32
Para verificar se está tudo bem, no seu navegador Firefox instalado,
digite na barra de endereços about:plugins para obter uma lista dos
plug-ins instalados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s