Baixando ISOs-Linux em altíssima velocidade

Autor: cicero juliao da silva junior

Introdução

Baixar as ISOs de qualquer distro sempre foi algo devagar e extremamente ineficiente. Jigdo
é uma ferramenta direcionada para a distribuição e obtenção de ISOs de
forma fácil, rápida e muito eficiente. Este artigo descreve porque você
deveria usar Jigdo, fala um pouco sobre o seu funcionamento e como
usá-lo para obter e (maravilha!) fazer o update de uma ISO.

Jigdo é uma ferramenta muito ampla, e não foi criada
especificamente para ISOs Debian. As ferramentas-jigdo podem ser usadas
para tornar qualquer ISO disponível para download da mesma maneira:
fácil, rápida e eficiente, como são usadas para as ISOs Debian. Aqui
iremos descrever os passos como se estivéssemos em um sistema Debian,
mas o processo é válido também para as outras distros, sendo suficiente
usar o pacote específico.

Neste artigo estamos fazendo uma tradução livre do HOWTO:

Como exemplo de sites disponibilizando pacotes para
outras distros, o seguinte fornece os arquivos jigdo para Fedora,
equivalentes aos mencionados nesse artigo para Debian:

Por que usar Jigdo?

Como obter uma ISO?

Se você deseja um conjunto de CDs de sua
distro, existem várias formas de obtê-las. Uma forma é comprá-las. Esta
forma tem o seu mérito, pois alguns vendedores doam quantias para o
projeto Debian (e para os demais também). Seus donativos ajudam a ter a
confiança que o Debian estará conosco por um longo tempo.

Outra forma é obter tal conjunto de CDs Debian é por queimar
seu próprio conjunto. Isto começa por obter uma imagem ISO e então
queimar tal ISO em um CD virgem. Antes de usar o jigdo, há dois
caminhos para de criar os CDs da distro:

1. Baixando uma ISO inteira.

2. Usando um kit de pseudo-imagem (PIK).

Este artigo fala sobre uma forma ‘nova’ e melhor de obter ISOs,
usando uma ferramenta chamada jigdo. De fato, o que chamamos de PIK
agora já está oficialmente extinto. O método ‘padrão’ de obter as ISOs
Debian é com jigdo.

Por que não baixar a ISO inteira?

Existem mirrors que oferecem
downloads via http e ftp de ISOs. O problema é que existem poucos sites
espelhando, com mirrors, e sua largura de banda não pode suportar todo
mundo que quer baixar uma ISO Debian. Por exemplo, fsn.hu tem relatado
saturação da conexão de seu provedor. O tráfego de saída alcança alguns
terabytes por mês!

Além disso, as versões testing e unstable do Debian sofrem
updates constantes. Suas ISOs podem ficar desatualizadas no mesmo dia
que você fez o download, ao menos que você encontre alguma forma de
atualizá-los, talvez por montar a ISO em um loopback device e usar
rsync (como o PIK). Assim, se você quiser imagens ISO atualizadas, deve
baixar um novo conjunto de ISOs todo dia. Obviamente, esta não é uma
forma muito prática para obter as ISOs Debian.

Mesmo que você queira baixar as ISOs estáveis (stable), elas
continuam a ser atualizadas dentro de alguns meses. Baixando uma ISO
teremos imagens atualizadas durante poucos meses, mas a cada revisão
teríamos que passar por todo o sofrimento novamente de baixar as
‘mesmas’ ISO do zero. Esta não é a melhor maneira de usar os recursos
dos mirrors.

O que é Jigdo?

Jigdo (um tipo de abreviação de "Jigsaw Download") foi escrito
por Richard Atterer e é liberado sob GNU GPL. É uma ferramenta que
permite realizar downloads e updates de forma eficiente de uma ISO.
Qualquer ISO. Jigdo não é especificamente para Debian, porém a equipe
Debian escolheu o jigdo como o método oficial de download para suas
ISOs.

Uma idéia errada e comum é que jigdo cria ISOs; ele não faz
isso. Vamos discutir o processo geral de como jigdo permite que você
obtenha uma ISO. Digamos que José (um administrador de releases Debian)
seja a pessoa que disponibiliza uma ISO, e Maria (uma usuária Debian)
seja a pessoa que deseja fazer o download de uma ISO.

1. José primeiro cria uma ISO adequada para queimar em um CD.
Ele pode usar um utilitário como mkisofs ou debian-cd para cria um ISO.
Também pode criar dois pequenos arquivos associados com suas imagens
recentemente criadas: um arquivo .jigdo e um arquivo .template. Ele
torna esses dois arquivos disponíveis para download por qualquer um que
desejar obter esta ISO.

2. Maria então baixa os arquivos .jigdo e .template. Ela usa o
programa jigdo-lite com esses dois arquivos para baixar a ISO do José.

3. Quando a equipe Debian fizer uma atualização, José cria uma nova versão de sua ISO e gera novos arquivos .jigdo e .template.

4. Quando Maria quiser atualizar seus CDs, ela baixa os novos
arquivos .jigdo e .template e usa-os com jigdo-lite para atualizar suas
ISO. O ponto importante aqui é que ela baixa apenas o que for diferente
entre sua ISO e a nova ISO do José. Ela não precisa baixar novamente as
partes que não foram alteradas.

Jigdo vem com dois utilitários: jigdo-file (usado por José)
que cria os arquivos .jigdo e .template, e jigdo-lite (usado por Maria)
que usa esses dois arquivos para baixar ou atualizar suas ISOs. Se tudo
que você quer é baixar/atualizar as ISOs Debian, usará apenas o
jigdo-lite. Pode até esquecer que jigdo-file existe. 🙂

Jigdo praticamente resolve todos os problemas que surgem com outros métodos de obtenção das ISO Debian:

  • É muito mais rápido que baixar a ISO inteira;
  • Diferentemente de baixar uma ISO inteira, é possível pegar um
    CD desatualizado (ou um loop montado como uma ISO desatualizada),
    baixar apenas os arquivos que mudaram nesse CD (ou ISO) desde a sua
    criação, e criar uma nova ISO atualizada. Muito parecido com o uso de
    cvs para atualizar source code;

  • jigdo-lite usa wget que, por padrão, usa http para
    transferir arquivos. Diferente de rsync, http nunca é bloqueado por
    firewalls;

  • Jigdo é muito bom para a largura de banda dos servidores que
    oferecem imagens Debian. Os mirrors Debian podem lidar com uma
    quantidade muito maior de pessoas usando jigdo para baixar imagens
    Debian do que com outros métodos.

Certamente, jigdo é a melhor forma de obter ISOs, Debian ou qualquer outra. 🙂

Como Jigdo funciona

Você não precisa conhecer esta parte para baixar as ISOs, mas pode
ajudar a desmistificar como o jigdo funciona. Se não estiver
interessado em detalhes, pode passar diretamente para a próxima página.

Preparando a ISO para download

Uma imagem de CD é um sistema de
arquivos chamado iso9660, mas aqui podemos falar tranquilamente em uma
imagem de CD como sendo um arquivo grande chamado "imagem ISO" (cerca
de 650 MB) que contém arquivos de várias filas. Por exemplo, se o CD
contém um arquivo com 567 bytes chamado LEIAME, a imagem ISO pode
conter o conteúdo do arquivo LEIAME entre as filas 20480000 e 20480567.
Você pode visualizar uma imagem de CD como:

                --------------------------------------------------------
ISO Image: |xxxx| file-0 |xx| file-1 |xxx| file-2 |x| file-3 |xxxx|
--------------------------------------------------------

As áreas "x" da imagem contém informações sobre diretórios, nomes de disco, blocos de boot etc.

Daí jigdo-file recebe dois inputs: a imagem de CD completa
(portanto a ISO precisa já estar pronta) e um conjunto de arquivos que
podem ou não estar na imagem. Veja uma visualização de um input para o
jigdo-file:

                --------------------------------------------------------
ISO Image: |xxxx| file-0 |xx| file-1 |xxx| file-2 |x| file-3 |xxxx|
--------------------------------------------------------

---------- ---------- ----------
Loose Files: | file-0 | | file-1 | | file-3 |
---------- ---------- ----------

Como mágica, jigdo-file encontra quais entre os arquivos perdidos
estão na ISO e suas filas dentro do arquivo ISO. Então, jigdo-file
produz dois arquivos: um arquivo ".template" e um arquivo ".jigdo".

O arquivo template

Recebendo um input de uma imagem ISO e um
conjunto de arquivos que podem ou não estar na imagem ISO, jigdo-file
fornece como saída um arquivo .template para esta imagem ISO. Aqui está
o formato do arquivo .template:

                 --------------------------------------------------------
.template: |xxxx| md5-0 |xx| md5-1 |xxx|cccccccc|x| md5-3 |xxxx|
--------------------------------------------------------

O programa jigdo-file identificou que os arquivos file-o, file-1
e file-3 estavam contidos na imagem ISO. Então removeu o conteúdo
desses arquivos e substituiu o md5 ‘checksum’ de cada arquivo (md-5-0,
md5-1, etc).

O dado "x" (informação de diretórios, etc) dentro da ISO está
comprimida e escrita no arquivo .template. Finalmente, qualquer arquivo
dentro da ISO que não foi indicada como arquivos perdidos (como file-2)
também é comprimido e escrito no arquivo .template. Este arquivo é
mostrado como "c" na visualização do arquivo .template.

Arquivos perdidos fornecidos para o jigdo-file que não são encontrados na ISO (como file-4) são ignorados.

O arquivo .jigdo

Recebendo um input de uma ISO e um conjunto de
arquivos perdidos que podem ou não estar na ISO, jigdo-file fornece
como saída um arquivo .jigdo para esta ISO. Os arquivos .jigdo Debian
são zipados (gzip), portanto é preciso usar zcat ou zless para
visualizá-los. Veja como um arquivo .jigdo ‘parece’ após descomprimir:

md5-0=http://algum-mirror.org/file-0
md5-1=http://algum-mirror.org1/file-1
md5-2=http://algum-mirror.org2/file-2
md5-3=http://algum-mirror.org/file-3

O arquivo .jigdo simplesmente fornece um mapeamento entre o
md5sum de um arquivo dentro de uma ISO e a URL de download deste
arquivo. Existem outras coisas dentro do arquivo .jigdo, e se vou olhar
dentro dele, verá que o arquivo .jigdo tem o mesmo formato de um
arquivo .ini. Ele seria auto-explicativo, mas se quiser detalhes bem
simples, veja a documentação do jigdo.

O formato mostrado acima não é extremamente parecido com o que
você veria em um típico arquivo .jigdo, mas é muito próximo. Se
desejar, olhe a seção [Section] no final do arquivo .jigdo, e verá
exatamente qual é a diferença entre o real e o mostrado acima.

Baixando a imagem

Após usar o jigdo-file para gerar os arquivos
.jigdo e .template para uma ISO, qualquer um pode usar jigdo-lite para
baixar a imagem. O jigdo-lite baixa todos os arquivos de uma ISO Debian
usando wget, junta-os e forma uma cópia da ISO original.

Baixando sua primeira imagem

Nós assumiremos que você começou lá do início e não tem nenhuma
ISO em mãos. Uma vez que você queimar seu primeiro conjunto de ISOs,
poderá usar o jigdo-lite depois para fazer o update desse conjunto.
Veremos como fazer isso na próxima seção.

Instalando jigdo

Primeiro, instale o pacote jigdo-file:

# apt-get install jigdo-file (para Debian e derivados)

Usuários de outras distros podem procurar endereços para seus arquivos de instalação em http://atterer.net/jigdo.

Jigdo está em pleno ritmo acelerado de desenvolvimento.
Correção de bugs e aprimoramentos são constantes. Assim, se estiver
usando a versão stable ou testing do Debian, baixe jigdo-file da versão
unstable em http://packages.debian.org/unstable/utils/jigdo-file.html.

Baixe os arquivos .template e .jigdo

Para cada ISO que desejar
baixar, será preciso tanto o arquivo .jigdo como o .template esta
imagem. Ambos os arquivos possuem a mesma nomenclatura:

distro-arquit-n.jigdo
distro-arquit-n.template

Onde distro é o nome da distribuição (como "etch"), arquit é a arquitetura (como "amd64") e n é o número do disco (como "1").

Por exemplo, o Debian Etch atualmente (maio/2008) possui 4 DVDs
disponíveis com jigdo, portanto precisamos de 4 arquivos .jigdo e mais
4 arquivos .template para baixar todos eles. Eles podem ser baixados
de:

Os primeiros arquivos .jigdo e .template possuem os nomes debian-etch-amd64-DVD-1.jigdo e debian-etch-amd64-DVD-1.jigdo.

Usando jigdo-lite

Use jigdo-lite e forneça o arquivo .jigdo da imagem que você quer baixar. Usando o Debian Etch como exemplo:

$ ls
debian-etch-amd64-DVD-1.jigdo debian-etch-amd64-DVD-1.template
$ jigdo-lite debian-etch-amd64-DVD-1.jigdo

Jigsaw Download "lite"
Copyright 2001-2008 by Richard Atterer <jigdo@atterer.net>
Getting mirror information from /etc/apt/sources.list

——————————————————-
Images offered by `etch-amd64-DVD-1.jigdo’:
1: ‘Debian GNU/Linux testing "Etch"
– Official Snapshot i386 Binary-1 CD’ (etch-amd64-DVD-1.iso)

Further information about `etch-amd64-DVD-1.iso’:
Generated on Fri, 7 Mai 2008 15:22:45 -0800

——————————————————-
If you already have a previous version of the CD you are
downloading, jigdo can re-use files on the old CD that are also
present in the new image, and you do not need to download them
again. Mount the old CD ROM and enter the path it is mounted under
(e.g. `/mnt/cdrom’).
Alternatively, just press enter if you want to start downloading
the remaining files.
Files to scan:

Se você parou jigdo-lite com control+z (não faça isso) e olhar
na saída do comando ls, verá um novo arquivo chamado
etch-amd64-DVD-1.jigdo.unpacked. Lembre que os arquivos .jigdo são
zipados (gzip). Este arquivo é uma versão do arquivo .jigdo
descompactado.

Agora, jigdo-lite está dizendo que, se tivermos uma versão
desatualizada do primeiro CD do Etch, devemos indicar o path deste CD.
Isto é como atualizar suas ISOs (ou completar seu download incompleto).
Como assumimos que estamos começando do zero e não temos nenhuma ISO,
não temos nada para ser analisado. Veremos essa etapa de atualização na
próxima página. Agora apenas tecle ENTER.

Indique um mirror

Você verá:

—————————————————————–
The jigdo file refers to files stored on Debian mirrors. Please
choose a Debian mirror as follows: Either enter a complete URL
pointing to a mirror (in the form
`ftp://ftp.debian.org/debian/’), or enter any regular expression
for searching through the list of mirrors: Try a two-letter
country code such as `de’, or a country name like `United
States’, or a server name like `sunsite’.
Debian mirror [http://linux.csua.berkeley.edu/debian/]:

Normalmente, jigdo-lite pega o de seu /etc/apt/sources.list.
Se desejar usar um mirror diferente, pode indicar um aqui. Se quiser
ficar com o padrão, tecle ENTER. Jigdo-lite então gravará um arquivo
.jigdo-lite em seu diretório home.

Depois, se o arquivo .jigdo que você está usando como indicar
um pacote que precisa ser baixado de um servidor Non-US, jigdo-lite
‘saltará’ para um mirror Non-US. A mensagem exibida (e sua resposta)
será muito parecida com o diálogo do parágrafo acima.

—————————————————————–
The jigdo file also refers to the Non-US section of the Debian
archive. Please repeat the mirror selection for Non-US. Do not
simply copy the URL you entered above; this does not work because
the path on the servers differs!
Debian non-US mirror [http://linux.csua.berkeley.edu/debian-non-US//]:

Jigdo-lite gravará sua escolha em ~/.jigdo-lite. Porém, se a
imagem que você está baixando não contém nenhum software Non-US, você
não verá essa mensagem.

Se quiser mudar o mirror padrão pode usar jigdo em qualquer momento modificando duas linhas em ~/.jigdo-lite:

Baixando a ISO

Após indicar o mirror, jigdo-lite começa o download dos arquivos para colocar na ISO:

Not downloading .template file – `etch-amd64-DVD-1.template’ already present

——————————————————-
Merging parts from `file:’ URIs, if any…
Found 0 of the 826 files required by the template
Will not create image or temporary file – try again with different input files
–09:35:12– http://mirror/debian/pool/main/p/pack/pack_3.10-1_amd64.deb
=> `etch-amd64-1.iso.tmpdir/mirror/debian/pool/main/p/pack/pack_3.10-1_amd64.deb
Resolving ftp.br.debian.org… done.
Connecting to ftp.br.debian.org[128.32.112.231]:80… connected.
HTTP request sent, awaiting response… 200 OK
Length: 1,911,624 [application/x-debian-package]

19% [======> ] 378,304 149.87K/s ETA 00:09

Um monte de mensagens surgirão na tela; se isto deixar você
confuso, veremos mais sobre isso na Seção 6.13. Enquanto jigdo-lite
estiver baixando os pacotes, abra outro terminal e use o comando ls no
diretório que o jigdo-lite está rodando. Agora deverá ver 6 arquivos no
diretório:

etch-amd64-DVD-1.iso.list
etch-amd64-DVD.iso.tmp
jigdo-file-cache.db
etch-amd64-DVD.iso.tmpdir/
etch-amd64-DVD-1rs43.jigdo
etch-amd64-DVD-1.jigdo.unpacked
etch-amd64-DVD-1.template

O diretório etch-amd64-DVD-1.iso.tmpdir/ contém todos os
pacotes Debian que o jigdo-lite está baixando. De vez em quando, o
diretório fica cheio e os arquivos baixados passam a ser escritos em
etch-amd64-DVD-1.iso.tmp, onde fica uma versão incompleta da ISO que
você quer.

Perceba que etch-amd64-DVD-1.iso.tmp é usado até que
etch-amd64-DVD-1.iso.tmpdir/ fique cheio. jigdo-file-cache.db é um
arquivo Berkeley DB contendo os md5sums de quaisquer arquivos lidos
quando você indicou um diretório em "Files to scan: prompt".

Neste momento, vá tomar um café, um refrigerante, ou assistir
uma novela, pois isso demora um tempão. (jigdo toma muito recurso da
máquina quando o arquivo .iso.tmp é acessado). Quando o download
terminar, você verá na tela o seguinte:

FINISHED –13:32:58–
Downloaded: 7,469,872 bytes in 9 files
Found 9 of the 9 files required by the template
Successfully created `etch-amd64-DVD-1.raw’

—————————————————————–
Finished!
The fact that you got this far is a strong indication that `etch-amd64-DVD-1.raw’
was generated correctly. I will perform an additional, final check,
which you can interrupt safely with Ctrl-C if you do not want to wait.

OK: Checksums match, image is good!

Atualizando sua ISO

Provavelmente você já leu a última página, seguiu as instruções,
queimou sua mais nova ISO em CDs e está empolgado. Mais cedo ou mais
tarde, alguns pacotes deverão ser atualizados e agora você quer doar
seus CDs para algum iniciante 🙂 em uma installfest, e depois queimar
um novo conjunto de CDs atualizados.

Como você está no caminho para tornar-se um jigdo-guru, não
vamos entrar em detalhes dolorosos como fizemos na última página. O
primeiro passo é baixar os arquivos .jigdo e .template novamente, para
as imagens que você quer atualizar. Você pode se perguntar o porquê de
baixar tais arquivos novamente.

A razão é que a imagem atualizada que baixaremos foi mudada. Arquivos
podem ter sido adicionados ou retirados, mas mesmo se não o foram,
qualquer pacote ou arquivo atualizado tem um checksum diferente daquele
listado nos arquivos .jigdo e .template que usamos em nosso primeiro
download das imagens.

Aqui, você deve ter um CD Debian em mãos ou uma ISO em seu
disco rígido. Vamos partir para os passos necessários para atualizar um
arquivo ISO. Se você estiver com um CD, coloque o no drive de CD e
monte o dispositivo:

$ mount /dev/hdc /mnt

Por outro lado, se tiver uma ISO que gostaria de atualizar,
monte como um loop device (você pode precisar se logar como root). Veja
um exemplo dessa ação:

# mount -o loop etch-amd64-DVD-1.iso /mnt

Agora rode jigdo-lite com o arquivo .jigdo como argumento.

$ jigdo-lite etch-amd64-DVD-1.jigdo

——————————————————-
Jigsaw Download "lite"
Copyright 2001-2002 by Richard Atterer <jigdo@atterer.net>
Loading settings from `/home/p/.jigdo-lite’

——————————————————-
Images offered by `etch-amd64-DVD-1.jigdo’:
1: Debian GNU/Linux 4.0 r3 Etch
– Official amd64 Binary-1 DVD (debian-40r3-amd64-DVD-binary-1.iso)

Further information about `debian-40r3-amd64-DVD-binary-1.iso’:
Generated on Thu, 22 Apr 2008 20:52:12 +0800

——————————————————-
If you already have a previous version of the CD you are
downloading, jigdo can re-use files on the old CD that are also
present on the new image, and you do not need to download them
again. You found the secret message; you’re a very careful
reader. Mount the old CD ROM and enter the path it is mounted
under (e.g. `/mnt/cdrom’). Alternatively, just press enter if you
want to start the download of any remaining files.

You can also enter a single digit from the list below to
select the respective entry for scanning:
1: /mnt
Files to scan:

Jigdo-lite está perguntando pela localização de sua CD montado
(se estiver atualizando um CD) ou sua ISO (se estiver usando um arquivo
ISO). Estamos usando um arquivo ISO montado em /mnt, portanto usaremos
/mnt. Se estiver atualizando um CD, entre com o diretório de seu CD.

De qualquer modo, jigdo-lite procurará no diretório de sua
mídia montada, para determinar qual arquivos precisam ser atualizados,
além de usar novamente aqueles arquivos que não precisam de
atualização. Você pode ver algo assim:

Files to scan: /mnt/other

Not downloading .template file – `etch-amd64-DVD-1.template’ already present
jigdo-file: Output file `debian-40r3-amd64-binary-1.iso’ already exists – delete
it or use –force
jigdo-file failed with code 3 – aborting.

O que aconteceu? Realmente, queria mostrar isso por que você
mais cedo ou mais tarde vai bater de frente com ele. Estou atualizando
um arquivo ISO, mas o arquivo de saída está no mesmo diretório que
estou trabalhando. Jigdo-lite quer gerar um arquivo chamado
etch-amd64-DVD-1.iso, mas já existe um arquivo com esse nome. Ou seja,
estou gerando uma imagem no mesmo diretório da imagem anterior, com o
mesmo nome.

Jigdo-lite não quer destruir o antigo arquivo, portanto ele me avisa e
eu posso ou apagar o arquivo antigo ou usar –force para sobrescrever
tal arquivo antigo. Você pode também renomear ou mover o arquivo
antigo, mas jigdo-lite assume que você já sabe disso. 🙂

Não fique em dúvida em mover ou renomear a imagem só porque
ele está montado como loop device. O sistema de arquivos usa inodes
‘por baixo do pano’, e mesmo que você mova ou mude o nome do arquivo, o
inode permanece o mesmo. Você não prejudicará o sistema de arquivos por
montar em /mnt. Quanto a deletar a ISO, também não há problemas.
Montando a ISO, a referência é perturbada, de foram que o arquivo
realmente é deletado após usarmos rm e desmontarmos o loop device.
Qualquer um que atualizar CDs não precisa se preocupar com nada disso.
🙂

Renomearemos a ISO para etch-amd64-DVD-1.iso.old e rodamos jigdo-lite novamente. Vamos tentar novamente:

$ jigdo-lite etch-amd64-DVD-1 .jigdo

——————————————————-
Jigsaw Download "lite"
Copyright 2001-2008 by Richard Atterer <jigdo@atterer.net>
Loading settings from `/home/p/.jigdo-lite’

——————————————————-
Images offered by `etch-amd64-DVD-1.jigdo’:
1: Debian GNU/Linux 4.0 r3 Etch – Official amd64 Binary-1 DVD
(debian-40r3-amd64-DVD-binary-1.iso)

Further information about `debian-40r0-amd64-DVD-binary-1.iso’:
Generated on Thu, 22 Apr 2008 20:58:55 +0800

——————————————————-
If you already have a previous version of the image you are
downloading, jigdo can re-use files on the old image that are also
present on the new image, and you do not need to download them
again. Mount the old CD ROM and enter the path it is mounted under
(e.g. `/mnt/cdrom’). Alternatively, just press enter if you want
to start the download of any remaining files.
You can also enter a single digit from the list below to
select the respective entry for scanning:
1: /mnt
Files to scan: /mnt
Not downloading .template file – `etch-amd64-DVD-1.template’ already present

Found 7400 of the 7845 files required by the template

Jigdo-lite lembra que havíamos procurado em /mnt e avisa que
podemos teclar 1 para procurar neste mesmo diretório ou digitar outro
diretório. Como somos pessoas altamente mais ou menos, digitamos o
diretório outra vez.

As reticências indicam texto que muda muito rapidamente. As primeiras
reticências são de uma lista dinâmica dos arquivos escaneados por
jigdo.lite. As últimas são o progresso na escrita de
etch-amd64-DVD-1.iso.tmp. Quando jigdo-lite terminar de procurar pelos
arquivos e escrever a ISO temporariamente, surge a mensagem:

Copied input files to temporary file `etch-amd64-DVD-1.iso.tmp’
– repeat command and supply more files to continue

——————————————————-
If you already have a previous version of the image you are
downloading, jigdo can re-use files on the old image that are also
present on the new image, and you do not need to download them
again. Mount the old CD ROM and enter the path it is mounted under
(e.g. `/mnt/cdrom’). Alternatively, just press enter if you want
to start the download of any remaining files.
You can also enter a single digit from the list below to
select the respective entry for scanning:
1: /mnt
Files to scan:

Como você provavelmente não tem outra fonte de arquivos para
escanear a não ser sua ISO (ou seu CD), tecle ENTER. Jigdo-lite então
pergunta sobre qual mirror desejamos usar, da mesma forma que fez
quando a primeira ISO foi baixada. Você já respondeu essas perguntas
antes.

Agora você já consegue perceber como jigdo-lite consegue
produzir sua mágica. É realmente incrível, certo? Então aproveite e
baixe atualize suas ISOs em altíssima velocidade.


http://www.vivaolinux.com.br/artigos/verArtigo.php?codigo=8222

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s