Sistemas virtuais podem ameaçar o Windows?

Por Robert Mullins, especial para PC WORLD*
 

Co-fundador da VMWare diz que dispositivos virtualizados capazes de rodar aplicativos são concorrentes dos sistemas operacionais tradicionais

 

O modelo de dispositivos virtuais pode ser a maior ameaça aos fornecedores de sistemas operacionais como a Microsoft, afirma Mendel Rosenblum, co-fundador da VMWare Inc.

Durante uma apresentação na LinuxWorld Conference & Expo, realizada na semana passada em São Francisco (Estados Unidos), Rosenblum afirmou que dispositivos virtuais que trazem aplicações de software embutidas, acompanhadas apenas do código do sistema operacional necessário ao seu funcionamento, podem ser implementadas em servidores virtualizados independentemente de qualquer sistema operacional hospedeiro. Rosenblum é o cientista-chefe de virtualização da VMWare.

Questionado se ele acredita que esse modelo pode ameaçar os sistemas operacionais, principalmente a Microsoft, Rosenblum respondeu: “Se eu estivesse no lugar deles, acho que a resposta seria sim.”

Tais dispositivos são similares a appliances de software, mas especialmente desenhados para serem executados em servidores virtualizados.

Um ‘hypervisor’ de virtualização, como o VMWare, separa o hardware do servidor do sistema operacional e também do restante do software.

Dessa forma, são criados múltiplos servidores lógicos dentro de um único servidor físico. Isto permite a execução de múltiplas aplicações, extraindo mais capacidade do servidor.

Rosenblum acredita que esses dispositivos virtuais são uma saída possível para tornar as aplicações compatíveis com sistemas operacionais cada vez maiores e mais complexos.

Dessa forma, simplifica-se o processo de desenvolvimento de software ao utilizar apenas as partes essenciais do sistema operacional necessárias para executar o aplicativo ou mesmo criando uma plataforma customizada.

“Contribui para esse cenário a complexidade dos sistemas operacionais”, diz o executivo. “Os fabricantes levaram seus sistemas a tal ponto que não resta escolha a não ser utilizar algum tipo de hypervisor".

Todos os desenvolvedores de sistemas operacionais querem ter controle sobre a conexão com o hardware, mas imagino que haverá uma grande batalha para ver quem, de fato, irá controlar o hardware”, afirma.

Rosenblum diz que o Linux está “bem posicionado para ser uma alternativa de sistema operacional” para os dispositivos virtuais. Isso porque seu modelo de licenciamento é muito amigável para esse tipo de utilização. Um desenvolvedor pode combinar seu software com partes do Linux facilmente, enquanto os fornecedores de versões comerciais de sistemas operacionais olham para essa opção com asco.

“A VMWare sente-se em casa com a comunidade Linux”, disse Rosenblum durante sua apresentação. Tal comentário foi descrito mais tarde por um espectador como tolice.

Mike Grandinetti, principal executivo de marketing da Virtual Iron Inc. e desenvolvedor de software de virtualização, disse que 90% das aplicações de virtualização da VMWare rodam em máquinas com Windows, mas não em Linux. Porém, descreve o comentário de Rosenblum ao prestigiar o Linux como uma “revisão” da história.

O software da Virtual Iron é parcialmente baseado no kernel de código aberto Xen para virtualização, o que o torna mais barato do que os desenvolvidos pela VMWare, diz Grandinetti. A XenSource Inc. é outro desenvolvedor de soluções de virtualização baseadas em Xen.

Apesar da supremacia da VMWare no segmento de virtualização, ainda existe muito mercado para ser conquistado.

Entre 2% a 3% dos servidores de todo o mundo são virtualizados, apenas — menos do que o índice de 5% a 7% previsto pelos analistas. “Estamos apenas começando”, afirmou Grandinetti.

*Robert Mullins é repórter do IDG News Service

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s