Opinião de aluguel

Por Redação PC World EUA

Blogueiros são pagos – muitas vezes sem avisar os leitores – para elogiar produtos em suas páginas

Nos últimos seis meses, o blogueiro Ron DesGroseilliers recomendou mais de 260 produtos em seus dois sites.

As sugestões enfáticas iam de serviços de viagem a programas de TV, passando por pisos laminados e lingerie.

O engenheiro eletrônico de 47 anos não é um sabe-tudo pretensioso.

DesGroseilliers é apenas mais um integrante da crescente legião de blogueiros pagos, remunerados por serviços como PayPerPost e ReviewMe para escrever sobre produtos diversos.

Estes sites oferecem uma forma fácil de ganhar dinheiro aos donos de blogs que, por sua vez, deixam o produto analisado em evidência. A atividade não é bem-vista por muitos internautas. Críticos afirmam que estes sites poluem a blogosfera, drenando a credibilidade de uma mídia que, em boa parte dos casos, já não é muito confiável. Segundo Michael Arrington, blogueiro do TechCrunch, essa prática é como um vírus que corrompe a atividade.

Aluguel 400No site PayPerPost, os anunciantes divulgam “oportunidades”, listando o que desejam promover e o quanto estão dispostos a pagar por isso. Em média, um blogueiro recebe de 5 a 10 dólares por post – desde que o texto escrito vá ao encontro das necessidades do anunciante, ou seja, fale bem do produto teoricamente avaliado.

“As pessoas podem passar um dia inteiro falando mal de alguma coisa”, afi rma Ted Murphy, diretor do PayPerPost. “Mas um anunciante pagaria por isso?”

Aos blogueiros não é solicitado revelar a parceria com o PayPerPost, mas a empresa encoraja-os a fazer isso. Em outubro do ano passado, o site lançou a ferramenta DisclosurePolicy, para a criação de atestados de parceria. Uma amostragem feita com mais de vinte sites PayPerPost encontrou apenas metade deles com estes atestados, com explicações vagas ou difíceis de localizar.

Em novembro do ano passado, a companhia de otimização de sistemas de busca Text Link Ads lançou o ReviewMe. Com o serviço, anunciantes podem escolher os blogs nos quais desejam que seus produtos apareçam e, de acordo com a escolha, pagam de 30 dólares (por blogs de pouca visitação) a 250 dólares (por sites pessoais classificados como top).

O ReviewMe divide o pagamento com os blogueiros, que são livres para escrever o que quiserem – desde que o texto tenha mais de 200 caracteres, inclua link para o produto e revele que foi pago.

Ao requisitar a revelação da parceria sem adotar um tom ditatorial, o ReviewMe espera ganhar credibilidade e despistar a controvérsia que ronda o PayPerPost. “Acredito que, pelo menos até agora, eles estão fazendo a coisa certa”, avalia David Ponce, editor do OhGizmo.com, autor de dois posts pagos pelo ReviewMe. Apesar disso, ele afirma que se preocupa com “as conseqüências que este hábito pode causar no futuro”.

Além de divulgar seus produtos nos blogs, os patrocinadores também turbinam sites no ranking de resultados do Google, que depende, em parte, do número de links que um site recebe.

Gostem ou não, em um futuro próximo, a prática só tende a aumentar. Dois serviços semelhantes, o Cream-aid.com e o LoudLaunch.com, estão atualmente em beta.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s