Internet fica mais veloz mesmo sem fibra óptica

AMSTERDÃ (Reuters) – Um grupo de empresas de tecnologia e telecomunicações, entre as quais a gigante espanhola Telefónica, uniram forças na terça-feira para elevar a velocidade de conexão com a Internet oferecida por cabos comuns de telefonia, de cobre, para um nível quase igual ao das conexões de fibra óptica.

"Isso permitirá que as empresas de telecomunicações ofereçam serviços de largura de banda elevada com bom custo/benefício, sem que tenham de substituir todos os seus cabos de cobre por fibra óptica, até o local em que o assinante esteja instalado", disse Zvika Weinshtock, vice-presidente de marketing para acesso de banda larga na ECI Telecom, uma produtora israelense de equipamento para telecomunicações.

A nova tecnologia, conhecida como Dynamic Spectrum Management (DSM), promete velocidades semelhantes às de redes de fibra óptica e muito superior à hoje oferecida pelas linhas convencionais de banda larga (DSL).

Operadoras de telecomunicações na Europa e Estados Unidos prometeram investir dezenas de bilhões de euros na extensão de seus sistemas de fibra óptica, levando-as até mais perto das residências, e elevando a velocidade de suas redes.

Velocidades maiores são necessárias porque, mesmo com a mais recente tecnologia de banda larga DSL, conhecida como VDSL2, as operadoras enfrentam problemas para oferecer serviços de televisão e vídeo com imagens de boa qualidade.

Nos Estados Unidos, a Verizon planeja investir 22,9 bilhões de dólares em uma nova rede de fibra óptica que chegará até as residências dos usuários e aos escritórios das empresas, a fim de concorrer com as ofertas de multimídia das operadoras de TV a cabo.

A AT&T também está instalando uma rede de fibras ópticas, mas os últimos 1,5 mil metros até as residências dos assinantes continuarão a ser cobertos por cabos convencionais.

A Deutsche Telekom estuda estender a rede de fibra óptica até a localização dos usuários, mas as operadoras e analistas estimam que essa extensão possa representar custo da ordem de entre mil e 1,5 mil euros.

Reuters

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s