Como ligar mais de um PC ao acesso banda larga que você tem em casa

Por Cauã Taborda, especial para a PC World

Aproveite a conexão que você já tem e deixe todos os computadores de casa navegarem na web à vontade. Veja como fazer isso.

Reportagem feita a partir de dúvida de leitor; saiba mais

banda_larga_rede150Com
o preço dos computadores em baixa e as facilidades de pagamentos
disponíveis, é cada vez mais comum encontrar pessoas que têm mais de um
PC em casa. Como fazer, então, para que o notebook do trabalho que você
usa em casa, e o desktop que sua filha possui (quem sabe seu outro
filho não tem PC no quarto dele também) possam – todos – utilizar o
acesso em banda larga que se tem contratado?

Há problemas em se fazer isso? A Net, responsável pelo serviço de
banda larga Virtua, afirma que não há restrições quanto à partilha de
conexão entre dois ou mais computadores. A empresa também oferece
serviços para configuração de rede doméstica, com ou sem fio para seus
clientes.

Já a Telefônica (que opera o Speedy) e a TVA (dona do Ajato),
procuradas por meio de suas assessorias de imprensa, não enviaram
resposta. Porém, as páginas web desses serviços não indicam que tal
compartilhamento possa representar algum problema do ponto de vista
contratual.

Leia também:
> Como conectar um notebook a uma rede sem fio
> Como conectar sua impressora à rede sem fio

Sendo assim, caso o usuário não se importe em compartilhar a
velocidade contratada entre todos os computadores em questão, saiba que
não será necessário contratar mais de um acesso ADSL (como o Speedy,
por exemplo) ou por cabo de sua operadora de TV por assinatura (um
exemplo é o Virtua). Tudo o que se tem a fazer é configurar uma pequena
rede e, a partir dela, compartilhar o acesso à internet entre todos os
PCs. E, caso a conexão fique muito lenta, quase sempre é possível
contratar um acesso mais rápido.

banda_larga_rede150Opções de rede
A
forma mais simples de ligar os PCs em rede é acrescentar uma outra
placa de rede Ethernet à máquina que está conectada ao modem de acesso
à internet, ligar nessa placa – por meio de um cabo de rede – o outro
PC ou notebook e usar o assistente do Windows para configurar a rede.

Você pode conectar outros computadores, mas será necessário uma placa adicional de rede para cada nova máquina envolvida.

Guilherme Lopes Morais, especialista em redes da Hadron – Integração
de TI, explica que nesse tipo de solução o computador ao qual o modem
está conectado deve ficar permanentemente ligado para que as demais
máquinas da rede possam ter acesso à web. "Além disso, esse computador
pode ter seu desempenho prejudicado já que ele está fazendo o papel de
roteador", explica Morais.

Uma segunda maneira de conectar as máquinas em rede (e que não oferece os problemas listados acima) é utilizar um roteador (há modelos acessíveis, com preços a partir de 120 reais).
Para colocar tudo em rede, deve-se conectar o modem banda larga no
roteador e ligar cada um dos PCs nesse equipamento também, utilizando
cabos de rede.

Nessa configuração, os únicos equipamentos que devem permanecer
ligados para que o acesso à internet seja mantido é o modem e o
roteador (além do PC que estiver em uso, é claro).

banda_larga_rede150Uma solução mais prática e não muito mais cara são os roteadores sem fio (com preços a partir de 200 reais).
De acordo com Morais, este tipo de configuração amplia a capacidade da
rede, dando mobilidade aos equipamentos que possuem acesso Wi-Fi (como
os notebooks) e permitindo a conexão de mais equipamentos à rede. "A
maioria dos roteadores [para uso de pequenas redes], com ou sem fio,
tem apenas quatro entradas de rede", lembra ele.

Leia mais:
> Passo-a-passo da rede sem fio
> Como eliminar problemas nas redes sem fio
> Pequeno glossário das redes sem fio

Tanto
a rede configurada com roteador (com ou sem fio) ou montada diretamente
entre os computadores não geram grandes dificuldades; os assistentes de
configuração do Windows ajudarão a estabelecer a rede sem muitos
problemas.

Cuidados adicionais com a rede sem fio
Apesar de o
compartilhamento de rede por roteador sem fio ser o mais prático,
Morais, da Hadron, lembra que algumas medidas devem ser tomadas para
evitar problemas quando à segurança.

"A maioria dos roteadores vem sem configuração de segurança
habilitada de fábrica", alerta. O que isso quer dizer? O problema mais
simples é alguém pegar carona em sua conexão web – quem sabe aquele
vizinho que tem um PC ou notebook com acesso Wi-Fi –, o que pode
deixá-la mais lenta.

Já o problema mais sério – e é por isso que você tem de se preocupar
com a segurança – é algum cracker ter acesso aos arquivos que estão
guardados nos demais computadores de sua rede.

Para evitar esse tipo de situação, Morais faz três recomentações:

Altere o FSID do roteador: Os roteadores chegam de fábrica
com um nome registrado, normalmente o nome do fabricante. Isso deve ser
alterado, pois uma pessoa mal intencionada poderia encontrar seu
roteador "adivinhando" sua FSID.
Use uma senha forte: Uma senha considerada forte mistura letras, números e caracteres especiais, por exemplo: "F$dty_543+25.32354kcIkLR"

Ative a criptografia de rede (de preferência a WPA):
A criptografia é importante, pois ela codifica os dados transmitidos em
sua rede, tornando mais difícil que alguém mal intencionado tenha
acesso às informações. O uso do protocolo WEP, mais comum, já se provou
ineficiente; ele pode ser quebrado por um hacker ou cracker em poucos
minutos.

Leia também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s